Mercado abrirá em 4 h 10 min
  • BOVESPA

    106.419,53
    -2.295,02 (-2,11%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.206,59
    +372,79 (+0,72%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,45
    -1,20 (-1,42%)
     
  • OURO

    1.786,90
    -6,50 (-0,36%)
     
  • BTC-USD

    60.037,52
    -2.385,59 (-3,82%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.456,18
    -48,97 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.574,79
    +8,31 (+0,18%)
     
  • DOW JONES

    35.756,88
    +15,73 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.273,68
    -3,94 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    25.610,65
    -427,62 (-1,64%)
     
  • NIKKEI

    29.098,24
    -7,77 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    15.569,75
    +24,75 (+0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4602
    +0,0061 (+0,09%)
     

Gigante do cigarro assume controle de fabricante de inalador

·2 minuto de leitura
A gigante dos cigarros Philip Morris assumiu o controle da Vectura, fabricante de inaladores do Reino Unido, apesar das objeções das instituições de saúde. (Pavlo Gonchar/SOPA Images/LightRocket)
  • Philip Morris comprou a Vectura por mais de R$ 7 bilhões

  • Instituições e fundações médicas foram contra a aquisição

  • Empresa de cigarros quer lucrar com o programa ‘Além da Nicotina’

A gigante dos cigarros Philip Morris assumiu o controle da Vectura, fabricante de inaladores do Reino Unido, apesar das objeções das instituições de saúde.

O produtor dos cigarros Marlboro e Parliament disse na quinta-feira (16) que tinha assegurado quase 75% das ações da Vectura, tornando-se o acionista majoritário. Mais de 45% dos acionistas da Vectura aceitaram a oferta de aquisição e a Philip Morris adquiriu 29% das ações da empresa no mercado aberto.

Leia também:

"Alcançamos um marco importante em nossa aquisição da Vectura", disse Jacek Olczak, CEO da Philip Morris, em um comunicado. "Estamos muito entusiasmados com o papel crítico que Vectura terá em nossa estratégia Além da Nicotina."

Como está a indústria do tabaco hoje

A aquisição aumenta os esforços da empresa de tabaco para gerar mais da metade de sua receita líquida com produtos livres de fumo, como cigarros eletrônicos e drogas respiratórias em quatro anos, ante cerca de um quarto hoje. A PM atualmente vende cigarros em mais de 175 mercados.

A Vectura fabricou 13 medicamentos para Novartis e GlaxoSmithKline para tratar doenças pulmonares, incluindo asma. Os críticos disseram que continuarão a lutar contra a aquisição de £1 bilhão (US$ 7,2 bilhões). Na quinta-feira, 35 instituições de caridade, especialistas em saúde pública e médicos enviaram uma carta ao ministro da saúde do Reino Unido, Jo Churchill, pedindo a intervenção do governo.

"Acreditamos estar claro que este acordo não é do interesse público e que cria incentivos perversos para [Philip Morris] aumentar os danos do tabagismo para que possam lucrar novamente com o tratamento de doenças relacionadas ao fumo", signatários incluindo a Fundação Britânica de Doenças nos Pulmões escreveu na carta. Kjeld Hansen, presidente da Fundação Europeia de Doenças nos Pulmões, disse que ficou "muito desapontado" ao ver o negócio finalizado.

"A perspectiva de alguém potencialmente lucrar com a venda de um produto que prejudica os pulmões e outro que trata a doença pulmonar que causa é além de preocupante. Para alguém que vive com uma doença pulmonar, a venda é devastadora", disse Hansen em um comunicado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos