Mercado fechará em 3 h 35 min
  • BOVESPA

    111.451,17
    -2.343,11 (-2,06%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.611,93
    -580,40 (-1,11%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,81
    -0,80 (-1,10%)
     
  • OURO

    1.752,80
    -3,90 (-0,22%)
     
  • BTC-USD

    47.579,54
    -496,23 (-1,03%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.208,27
    -17,26 (-1,41%)
     
  • S&P500

    4.445,94
    -27,81 (-0,62%)
     
  • DOW JONES

    34.617,93
    -133,39 (-0,38%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.530,00
    +12,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2065
    +0,0217 (+0,35%)
     

Grupo chinês testa rede inteligente de transporte com carros autônomos

·2 minuto de leitura

Montadora mais antiga da China, a FAW Group é uma das empresas que estão à frente de projetos de veículos autônomos no país asiático. Tanto é que a empresa iniciou testes de uma rede inteligente de transporte que será composta por carros autônomos e todo um ecossistema pensado para facilitar a vida dos passageiros e atuar de maneira mais eficiente.

O projeto, chamado de "Rede Inteligente de Qizhichuncheng", fica localizado na cidade de Changchun, uma das maiores da China e sede da matriz da companhia. A proposta dessa rede inteligente é dar capilaridade ao sistema de transporte da metrópole chinesa, de modo que as pessoas possam acessar as estações de trem de alta velocidade e todo o cinturão urbano.

Para alcançar esse objetivo, ela criou um circuito especial para testar os carros elétricos Hongqi E-HS3, que ostentam nível quatro de direção autônoma e podem ser utilizados dentro de um sistema de agendamento na nuvem, com planejamento inteligente de itinerário. Os testes já somam mais de 30 mil quilômetros rodados e devem ser ampliados de modo a garantir a segurança dos passageiros na rede inteligente.

Segundo o portal IT Home, o departamento de engenharia de tráfego de Changchun quer mais detalhes do ecossistema para avançar com as autorizações necessárias. No momento, a ideia da FAW Group é de ter 52,7 quilômetros de estradas inteligentes, 20 carros autônomos Hongqi E-HS9, um centro de operação autônomo, data center e pistas de testes em ambiente controlado. A meta para o futuro, porém, é de colocar 100 desses carros para rodar.

O China avança a passos largos rumo à direção autônoma (Imagem: Divulgação/FAW Group)
O China avança a passos largos rumo à direção autônoma (Imagem: Divulgação/FAW Group)

Não estão descartados, também, carros com operação feita por humanos dentro do ecossistema, que promete também ser muito útil para os motoristas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos