Mercado abrirá em 5 h 51 min
  • BOVESPA

    113.430,54
    +1.157,53 (+1,03%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.564,27
    +42,84 (+0,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,11
    +0,24 (+0,30%)
     
  • OURO

    1.941,60
    -3,70 (-0,19%)
     
  • BTC-USD

    23.123,95
    +329,73 (+1,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    524,33
    +5,54 (+1,07%)
     
  • S&P500

    4.076,60
    +58,83 (+1,46%)
     
  • DOW JONES

    34.086,04
    +368,95 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.771,70
    -13,17 (-0,17%)
     
  • HANG SENG

    21.978,57
    +136,24 (+0,62%)
     
  • NIKKEI

    27.355,67
    +28,56 (+0,10%)
     
  • NASDAQ

    12.110,50
    -41,50 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5220
    +0,0064 (+0,12%)
     

Grupo de acionistas da Eneva propõe alterações no estatuto social da companhia

Bolsa de Valores de São Paulo

SÃO PAULO (Reuters) - A Eneva informou que recebeu carta de um grupo de acionistas com propostas de alteração do estatuto social da companhia, a serem submetidas ao conselho de administração.

Assinam a proposta os fundos Velt, Atmos e Dynamo, titulares de 17,21% do capital social da Eneva.

O grupo fez três sugestões de alteração do estatuto da companhia: estender o mandato do conselho de administração de 1 para 2 anos; aperfeiçoar normas que tratam do funcionamento do conselho de administração; e determinar que assuntos sensíveis e complexos para a companhia estejam sujeitos à aprovação de um quórum qualificado no conselho de administração.

Na carta, divulgada na noite de segunda-feira, os acionistas justificam que as alterações são "em benefício do melhor funcionamento da companhia".

"Olhando para o futuro, entendemos que a companhia inicia agora um novo ciclo, orientado pelo objetivo de conciliar duas metas complementares: honrar os seus compromissos socioambientais, de um lado, e se tornar uma empresa líder no segmento brasileiro de geração de energia, de outro", escrevem.

Em dezembro do ano passado, Velt, Atmos e Dynamo se juntaram à gestora Cambuhy na celebração de um novo acordo de acionistas da Eneva.

(Por Letícia Fucuchima)