Greve no transporte público paralisa Atenas

Atenas, 20 dez (EFE).- A capital grega está paralisada nesta quinta-feira desde as 5h hora local (1h de Brasília) por uma greve dos funcionários do metrô, do bonde e do sistema de trens da região, que protestam contra a redução de seus salários e exigem um novo convênio coletivo.

O governo grego de coalizão, liderado pelo conservador Antonis Samaras, decidiu reduzir os salários dos trabalhadores das duas companhias públicas de metrô e bonde.

As reformas se aplicaram em meio às medidas de austeridade exigidas pelos credores internacionais para seguir ajudando a Grécia, o país da zona do euro mais afetado pela crise da dívida.

Como consequência dessa greve setorial, no centro de Atenas há enormes engarrafamentos, da mesma forma que nas principais avenidas de acesso à capital.

Além disso, hoje é o segundo dia da greve dos trabalhadores da companhia pública de trens OSE.

Os funcionários protestam contra a redução de seus salários e contra a privatização do serviço de manutenção técnica das vias.

Como consequência, foram canceladas quase todas as conexões de trem e o tráfego ferroviário suburbano se paralisou totalmente, incluindo os percursos até o aeroporto internacional Eleftherios Venizelos.

O único meio de transporte que garante a conexão do centro de Atenas com o principal aeroporto grego são os ônibus. EFE

Carregando...