Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.113,93
    +413,26 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,07
    -0,39 (-0,61%)
     
  • OURO

    1.777,30
    +10,50 (+0,59%)
     
  • BTC-USD

    57.711,43
    -4.377,96 (-7,05%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,97
    +7,26 (+0,52%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,68 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.019,53
    +36,03 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.969,71
    +176,57 (+0,61%)
     
  • NIKKEI

    29.683,37
    +40,68 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    14.024,00
    +10,00 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6943
    -0,0268 (-0,40%)
     

Grêmio aumenta proposta e se anima com acerto por Borré

Jorge Nicola
·1 minuto de leitura
Borré gostou da segunda oferta do Grêmio (Agustin Marcarian/Getty Images)
Borré gostou da segunda oferta do Grêmio (Agustin Marcarian/Getty Images)

O Grêmio abriu os cofres para contratar Borré. Depois de ver recusada a primeira oferta, o Tricolor mudou sua estratégia, recorreu ao empresário André Cury e fez uma proposta maior do que a do Palmeiras, que havia sido aceita pelo colombiano na semana passada.

"Os valores e as condições de pagamento da proposta do Grêmio são melhores do que as do Palmeiras", assegurou uma fonte, em contato com o Blog.

Leia também:

Vale contar que, durante o fim de semana, Borré rejeitou uma oferta gremista feita via empresários da Colombiagol. As cifras eram as seguintes: US$ 4 milhões de luvas em quatro anos e US$ 1,5 milhão por ano de salário.

Diante do "não", o Grêmio abandonou os representantes legais do atacante e passou a tratar com Cury, que havia cuidado de todas as negociações em nome do Palmeiras.

Nem Cury, tampouco o Grêmio confirmam o acerto. Mas o Blog apurou que Borré já superou a frustração com o desfecho em relação ao Palmeiras e está propenso a fechar com o Tricolor.

O contrato de Borré com o River Plate se encerra em junho e a renovação é complexa por causa das cifras oferecidas por clubes brasileiros e devido à necessidade de comprar um percentual de seus direitos do Atlético de Madrid.

>> Ouça o 'Segunda Bola', o podcast do Yahoo com Alexandre Praetzel e Jorge Nicola