Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.632,92
    -168,08 (-0,14%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.134,93
    -60,47 (-0,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    69,11
    +0,02 (+0,03%)
     
  • OURO

    1.802,70
    -6,20 (-0,34%)
     
  • BTC-USD

    40.304,73
    +1.019,11 (+2,59%)
     
  • CMC Crypto 200

    993,54
    +17,64 (+1,81%)
     
  • S&P500

    4.429,10
    +26,44 (+0,60%)
     
  • DOW JONES

    35.064,25
    +271,55 (+0,78%)
     
  • FTSE

    7.120,43
    -3,43 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    26.134,18
    -70,51 (-0,27%)
     
  • NIKKEI

    27.744,24
    +16,14 (+0,06%)
     
  • NASDAQ

    15.159,00
    -8,75 (-0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2047
    -0,0035 (-0,06%)
     

Grant Morrison se despede da DC Comics e promete novos trabalhos para a TV

·2 minuto de leitura

Um dos autores de quadrinhos mais consagrados de sua geração, Grant Morrison está novamente de saída da DC Comics. Após 17 anos trabalhando diretamente para a editora (em um total de 29 anos de colaborações), o roteirista afirmou que vai passar a se focar em novos trabalhos para a televisão.

A última história assinada por Morrison na companhia — pelo menos até um possível retorno no futuro, quem sabe — será Superman and the Authority, que teve seu roteiro criado em 2018. Isso faz com que, cronologicamente, a última contribuição do autor com a editora seja Lanterna Verde, título no qual colaborou com o artista Liam Sharp — que já havia adiantado o afastamento de Morrison em agosto de 2020.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Ao Newsrama, Morrison explicou que alguns “atrasos por trás das cenas” fez com que a obra escrita antes de ele finalizar Lanterna Verde esteja sendo publicada somente agora. “Estou meio surpreso com o que fizemos em O Lanterna Verde. Foi um grande esforço para mim e para Liam Sharp”, afirmou. “Mais uma vez, tenho tanta sorte de ter trabalhado com alguém tão brilhante como Liam, da mesma forma que me sinto sortudo por ter trabalhado com Yannick [Paquette, ilustrador de Wonder Woman: Earth One]”.

As declarações do autor mostram que ele não está saindo por não estar mais em acordo com a editora ou por estar migrando de volta para a Marvel — em que assinou uma fase elogiada dos X-Men. “Estive fazendo muitos trabalhos para a televisão, então uma das coisas que estou estudando agora são romances para adaptar e coisas desse tipo”, explica o autor.

“Isso é como fazer um quadrinho, porque você está tentando entender porque alguém teve essa ideia inicialmente. Você sabe, ‘qual é a sua motivação? Qual é a maneira deles pensarem? E como você traz isso para o futuro?’ E isso é algo que fazemos nos quadrinhos”, finalizou. Na TV, Morrison já trabalhou em séries como Happy! (da SyFy TV) e, mais recentemente, atuou como roteirista e produtor de Brave New World, série para o serviço de streaming Peacock.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos