Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.274,17
    +216,95 (+0,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.344,99
    +142,19 (+0,28%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,63
    +0,59 (+0,83%)
     
  • OURO

    1.764,40
    -10,40 (-0,59%)
     
  • BTC-USD

    35.667,21
    -2.145,40 (-5,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    882,83
    -57,12 (-6,08%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0193
    +0,0568 (+0,95%)
     

Grafeno é usado em HDs que podem ter 10 vezes mais espaço para dados

·1 minuto de leitura
Grafeno é usado em HDs que podem ter 10 vezes mais espaço para dados
Grafeno é usado em HDs que podem ter 10 vezes mais espaço para dados

Pesquisadores da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, descobriram um novo uso para o grafeno: revestir os “pratos” que armazenam os dados em discos rígidos, aumentando a capacidade de armazenamento em dez vezes, se comparado aos HDs com tecnologia atual.

Os discos rígidos não são novidade. Eles apareceram pela primeira vez na década de 1950, e hoje são capazes de armazenar até 18 Terabytes de dados.

Os HDs são dispositivos eletromecânicos compostos por pratos, que armazenam os dados, e uma ou mais cabeças responsáveis pela leitura e gravação. Os pratos são protegidos por um revestimento à base de carbono.

Reduzir a distância entre as cabeças e a superfície do disco é uma das formas de aumentar a capacidade sem aumentar o tamanho físico, e diminuir a espessura dessa camada protetora é uma das formas de conseguir isto.

Foi o que os pesquisadores fizeram usando o grafeno. Eles substituíram as camadas de carbono comerciais por quatro camadas de grafeno, que além de mais fino, oferece menos atrito e protege melhor contra a corrosão.

Resta saber se a tecnologia vai ser acessível a ponto de ser usada em larga escala comercial.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos