Grécia pode precisar de novos empréstimos, diz FMI

A Grécia pode precisar de mais favores dos parceiros europeus mesmo na forma de empréstimos subsidiados, ou perdão de dívida de dívida total, de modo que a enorme dívida do país retorne para níveis sustentáveis, apesar das medidas de alívio da dívida recentes, disse o Fundo Monetário Internacional (FMI).

Na sua mais recente revisão do programa de empréstimos da Grécia, o FMI disse que as recentes medidas de alívio da dívida não restauraram totalmente a sustentabilidade da dívida da Grécia e alguma combinação de um corte do principal da dívida e redução adicional das taxas de juros sobre os empréstimos será necessária.

O FMI disse também que, se os riscos de queda para o programa grego se materializarem, um alívio adicional da dívida exigirá cerca de 3% do Produto Interno Bruto (PIB) por ano, cerca de 6 bilhões de euros (US$ 8 bilhões) em transferências fiscais entre 2013 e 2020. Isso poderá incluir taxas de juros próximas a zero sobre os empréstimos governamentais bilaterais para a Grécia e empréstimos por meio da Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF, em inglês), o fundo de resgate temporário da zona do euro.

Alternativamente, isso exigirá uma redução do principal da dívida de cerca de 25% dos empréstimos da EFSF, empréstimos do governo e os bônus governamentais detidos pelo Banco Central Europeu (BCE), acrescentou o relatório.

O Fundo disse que uma recente recompra de bônus pela Grécia, que cortou 20,6 bilhões de euros da dívida da Grécia, mais economias de taxas de juros menores e períodos de pagamentos mais longos sobre os empréstimos existentes reduzirão a dívida em um total de 16% da produção econômica até 2020, mas isso "não é o suficiente para restaurar a sustentabilidade da dívida".

As medidas recentes levarão a dívida da Grécia para 128% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2020, acima dos níveis estabelecidos como sustentáveis pelo FMI e parceiros da Grécia na zona do euro em dezembro. A zona do euro se comprometeu em cortar a dívida em 1,4% do PIB em 2014 e adotar medidas extras em 2015 para levar a dívida grega para 124% em 2020 e abaixo de 110% do PIB em 2022.

O FMI aprovou na quarta-feira um adiamento de um pagamento de empréstimo de 3,3 bilhões de euros à Grécia. As informações são da Dow Jones.

cotações recentes

 
Cotações recentes
Símbolo Preço Variação % Var 
Seus tickers vistos mais recentemente aparecerão aqui automaticamente se você digitou um ticker no campo "Inserir símbolo/empresa" na parte inferior deste módulo.
É necessário permitir os cookies do seu navegador para ver as cotações mais recentes.
 
Entre para ver as cotações nos seus portfólios.

Resumo do Mercado

  • Moedas
    Moedas
    NomePreçoVariação% Variação
    3,1098+0,0486+1,59%
    USDBRL=X
    3,2846+0,0467+1,44%
    EURBRL=X
    0,9466+0,0017+0,18%
    USDEUR=X
  • Commodities
    Commodities
    NomePreçoVariação% Variação

Destaques do Mercado

  • Líderes em Volume
    Líderes em Volume
    NomePreçoVariação% Variação
    31,51-0,14-0,44%
    VALE5.SA
    15,18-0,38-2,44%
    PETR4.SA
    4,93-0,10-1,99%
    USIM5.SA
    5,86+0,15+2,63%
    GOAU4.SA
    16,40-0,52-3,07%
    LAME4.SA
  • Altas %
    Altas %
    NomePreçoVariação% Variação
    10,89+1,29+13,44%
    TEKA4.SA
    4,18+0,45+12,06%
    BEES4.SA
    4,24+0,43+11,29%
    LFFE3.SA
    7,41+0,71+10,60%
    CRPG5.SA
    28,00+2,60+10,24%
    BRSR3.SA
  • Baixas %
    Baixas %
    NomePreçoVariação% Variação
    16,01-3,99-19,95%
    ITEC3.SA
    1,14-0,25-17,99%
    IGBR3.SA
    0,69-0,11-13,75%
    BBTG12.SA
    29,00-4,00-12,12%
    CEED3.SA
    3,33-0,45-11,90%
    CEDO4.SA