Mercado abrirá em 7 h 9 min

GPA tem "falso" recuo em estreia no Novo Mercado

SÃO PAULO (Reuters) - As ações ordinárias do GPA recuavam fortemente nas telas dos terminais de investidores nesta segunda-feira, conforme passou a negociar apenas com esses papéis na bolsa paulista após migrar para o Novo Mercado. Mas nem tudo é o que parece ser.

Por volta das 15:50, GPA ON caía 8,96%, a 74,65 reais, em destaque na ponta negativa do Ibovespa, que subia 2,5%.

Profissionais de renda variável ouvidos pela Reuters explicaram, contudo, que se trata de um "erro de variação".

"Até sexta-feira, a ação com liquidez era a preferencial, e a ON não negociava. A partir de hoje, a ON é a única ação da companhia. Mas os provedores de cotação mostram a variação de hoje sobre o preço de fechamento anterior. A conta correta seria contra o fechamento da PN", explicou um gestor.

Na sexta-feira, GPA PN fechou a 72,11, enquanto GPA ON encerrou a 82 reais.

"Na verdade, o papel está subindo", afirmou outro gestor, explicando que o efeito nos fundos está sendo ajustado pelo mercado. "O fundo fechou a sexta com PN a 72 reais e acordou hoje com a ON a 82 reais. Mas aí está ajustando isso no mercado e ainda acumula alta em comparação com o valor da sexta-feira."

De acordo com o primeiro gestor, a cotação da ON a 82 reais "não era real". "Acho que ninguém pensou que o papel ficaria nesse valor."

O Novo Mercado é o segmento da B3 para empresas com capital social negociado composto somente por ações com direito a voto e também é o segmento da B3 com os maiores padrões de governança corporativa.

"A migração para o Novo Mercado é um marco importante para o GPA, que iniciou suas operações na bolsa há 25 anos, e reforça o nosso compromisso com a ética e a transparência, fatores que guiam todas as nossas decisões de negócio" afirmou Ronaldo Iabrudi, co-vice presidente do conselho de administração do GPA, em comunicado ao mercado nesta segunda-feira.

Iabrudi reiterou, ainda, que fazer parte dessa listagem garante que a companhia "contribui para a ampliação da base de potenciais investidores" de ações do GPA.

Com a conclusão da migração ao Novo Mercado, o GPA disse que dará prosseguimento à conversão do programa de American Depositary Receipt (ADR). Nesse contexto, é esperado que, a partir de 5 de março, a bolsa de valores de Nova Iorque (Nyse) suspenda a negociação de ADRs lastreadas em ações preferenciais e inicie a negociação de ADRs lastreadas em papéis ordinários.


(Por Paula Arend Laier)