Mercado abrirá em 1 h 53 min
  • BOVESPA

    100.774,57
    -1.140,88 (-1,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.007,16
    +308,44 (+0,62%)
     
  • PETROLEO CRU

    67,18
    +1,61 (+2,46%)
     
  • OURO

    1.769,00
    -12,60 (-0,71%)
     
  • BTC-USD

    56.657,82
    -587,52 (-1,03%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.444,98
    -24,10 (-1,64%)
     
  • S&P500

    4.513,04
    -53,96 (-1,18%)
     
  • DOW JONES

    34.022,04
    -461,68 (-1,34%)
     
  • FTSE

    7.124,17
    -44,51 (-0,62%)
     
  • HANG SENG

    23.788,93
    +130,01 (+0,55%)
     
  • NIKKEI

    27.753,37
    -182,25 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.946,00
    +76,25 (+0,48%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4085
    -0,0383 (-0,59%)
     

Governo vai liberar lote do auxílio emergencial neste mês

·2 min de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 24.01.2019 - Still de mão segurando cédulas de real, moeda oficial brasileira. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 24.01.2019 - Still de mão segurando cédulas de real, moeda oficial brasileira. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Ministério da Cidadania vai liberar ainda neste mês o resultado das contestações referentes ao batimento mensal da última parcela do auxílio emergencial, cujo pagamento regular terminou na sexta-feira (19).

A pasta afirma que os resultados dos recursos de quem teve a sétima -e última- parcela negada serão divulgados individualmente e os pagamentos das contestações aceitas pelo governo também devem ser efetuados até 30 de novembro.

VEJA COMO CONSULTAR O RESULTADO DA CONTESTAÇÃO

1 - Acesse a plataforma 'Consulta Auxílio Emergencial 2021', do Ministério da Cidadania

2 - Preencha os campos com o número do CPF, o nome completo, o nome da mãe (ou clique no campo 'Mãe Desconhecida') e a data de nascimento

3 - Selecione a opção 'Sou humano'

4 - Clique em enviar e selecione as imagens verificadoras

5 - A seguir, vai aparecer o estágio da solicitação

O pagamento da última cota do benefício começou a ser paga ao público do Bolsa Família em 18 de outubro e para os demais trabalhadores --informais, autônomos, desempregados e MEIs (Microempreendedores Individuais)--, a grana foi liberada para saque em 1º de novembro.

A parcela da fase de 2021 do auxílio emergencial variou de R$ 150, para pessoas que moram sozinhas, a R$ 375, que é o caso de mães que são as chefes da família. Os demais inscritos receberam R$ 250.

O programa contemplou famílias com renda, por pessoa, de até meio salário mínimo (R$ 550) e renda mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.300). Para o público do Bolsa Família, era pago o benefício mais vantajoso, seja pelo próprio programa de transferência de renda ou o auxílio.

Sem a prorrogação do auxílio emergencial, a estimativa é que ao menos 22 milhões de pessoas ficaram sem receber qualquer benefício. A estimativa é que dos 25,1 milhões de trabalhadores que receberam a ajuda de custo na pandemia, 90% estão sem qualquer auxílio.

Já quem era do Bolsa Família começou a receber, automaticamente, na última quarta-feira (17) por meio do programa Auxílio Brasil. No entanto, as demais pessoas que não integravam o programa de transferência de renda ainda não sabem se vão receber alguma assistência.

As famílias que atendem aos requisitos devem estar inscritas e manter os dados atualizados no CadÚnico para tentar receber a grana. A partir disso, o Ministério da Cidadania vai selecionar novos beneficiários para o programa mensalmente. Clique aqui e veja como consultar o Auxílio Brasil

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos