Mercado fechado

Governo de SP vai distribuir 750 mil chips com internet gratuita a alunos e professores

Leila Souza Lima
·1 minuto de leitura

A ideia é assegurar a conexão à internet no ensino remoto e ajudar na busca ativa de estudantes, com a finalidade de minimizar a evasão escolar O governo de São Paulo anunciou hoje distribuição de 750 mil chips de telefonia celular para alunos, professores e servidores da área educacional. A ideia é assegurar a conexão à internet no ensino remoto e ajudar na busca ativa de estudantes, com a finalidade de minimizar a evasão escolar em consequência das medidas de enfrentamento à pandemia. O investimento é de R$ 75 milhões para 12 meses. As 250 mil unidades mensais destinadas a professores e servidores terão 5 gigas de internet, além de acesso a ligações e mensagens de SMS. Já os 500 mil chips mensais para alunos terão 3 gigas de internet e vão atender os estudantes mais vulneráveis. Receberão os chips alunos do 8º e 9º anos do ensino fundamental e de todas as séries do ensino médio. Outra frente, o Professor Conectado, vai apoiar a compra de computadores para 161 mil professores e coordenadores pedagógicos – investimento de R$ 322 milhões em dois anos. O Estado vai pagar subsídio parcelado de até R$ 2 mil para professores que cumprirem as condicionalidades de presença e formação. Como anunciado na semana passada, começará amanhã a testagem para covid-19 na rede estadual. Serão oferecidos 19,3 mil testes para os alunos e servidores, com início pela região metropolitana. Em cada escola, serão testados 100 alunos e todos os servidores. Marcos Santos/USP Imagens