Mercado abrirá em 4 h 44 min

Governo de SP investe em testes que detectam COVID-19 em uma hora

Nathan Vieira

Nesta sexta-feira (19), o Governo do Estado de São Paulo anunciou investimento no desenvolvimento de um novo exame molecular que permite processar, por dia, centenas de milhares de testes que detectam a COVID-19 a cerca de R$ 95. Esse exame foi desenvolvido pelo laboratório brasileiro Mendelics, em parceria com o Hospital Sírio-Libanês, e o investimento foi por parte da Desenvolve SP – O Banco do Empreendedor, a instituição financeira do Governo do Estado.

O investimento aconteceu via via Fundo de Investimento em Participações (FIP), e o laboratório recebeu, no total, R$ 20 milhões. Basicamente, o novo teste utiliza reagentes e equipamentos amplamente disponíveis no mercado, e a estimativa é que sejam processados diariamente cerca de 110 mil amostras pela Mendelics.

O novo teste utiliza a metodologia RT-LAMP (Reverse Transcription Loop-Mediated Isothermal Amplification), e funciona da seguinte forma: a partir da coleta de saliva do paciente, o exame identifica a presença do SARS-CoV-2 por meio de um teste molecular que reconhece o material genético viral. O método leva apenas uma hora e possui especificidade de 100% (não foram identificados resultados falso-positivos) e sensibilidade comparável ao teste de RT-PCR disponível no mercado.

Governo de SP investe em testes que detectam em uma hora e custam R$ 95

A partir do método aperfeiçoado pela Mendelics, o próprio paciente realiza a coleta de amostras de saliva em um tubo estéril, resolvendo também o problema de demanda de kits de coleta nasofaríngea, fator que tem limitado diretamente a capacidade de coleta e testagem no Brasil.

Dito isso, há um projeto-piloto com 50 mil pessoas. Após essa etapa, Mendelics e HSL se comprometeram a publicar os protocolos.  Amostras podem ser coletadas de todo o Brasil, mas o processamento, por enquanto, será feito exclusivamente em São Paulo. Os resultados serão postados em sistema fechado online para que os médicos tenham o laudo de forma rápida e precisa.

Fonte: Canaltech