Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.923,93
    +998,33 (+0,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    -223,18 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,34
    -0,88 (-1,08%)
     
  • OURO

    1.797,30
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    16.970,46
    -50,06 (-0,29%)
     
  • CMC Crypto 200

    404,33
    +2,91 (+0,72%)
     
  • S&P500

    4.071,70
    -4,87 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    34.429,88
    +34,87 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.556,23
    -2,26 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    18.675,35
    -61,09 (-0,33%)
     
  • NIKKEI

    27.777,90
    -448,18 (-1,59%)
     
  • NASDAQ

    11.979,00
    -83,75 (-0,69%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4940
    +0,0286 (+0,52%)
     

Governo de SP autoriza concurso com 1.100 vagas para policiais penais

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O estado de São Paulo vai contratar 1.100 policiais penais, conforme concurso autorizado pelo governo paulista neste sábado, em publicação no Diário Oficial do estado de SP.

A previsão é que a seleção ocorra no segundo semestre de 2023.

O salário inicial oferecido para a nova carreira é de R$ 3.515,72 mais adicional de insalubridade, de R$ 785,67, que eleva a remuneração para R$ 4.301,39. Não foram informadas as exigências para o cargo.

Segundo o governo, os novos policiais penais se somarão aos quase 3.000 servidores nomeados para a SAP (Secretaria da Administração Penitenciária). A carreira de policial penal em SP foi criada neste ano, após aprovação de PEC (proposta de emenda à Constituição).

O novo órgão é vinculado à SAP e seus agentes terão os benefícios e as garantias jurídicas dos atuais policiais.