Mercado fechará em 1 h 58 min
  • BOVESPA

    120.620,20
    +1.323,07 (+1,11%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.262,25
    +758,54 (+1,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,28
    +3,10 (+5,15%)
     
  • OURO

    1.736,00
    -11,60 (-0,66%)
     
  • BTC-USD

    62.545,94
    -600,32 (-0,95%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.351,14
    -24,64 (-1,79%)
     
  • S&P500

    4.131,39
    -10,20 (-0,25%)
     
  • DOW JONES

    33.801,92
    +124,65 (+0,37%)
     
  • FTSE

    6.939,58
    +49,09 (+0,71%)
     
  • HANG SENG

    28.900,83
    +403,58 (+1,42%)
     
  • NIKKEI

    29.620,99
    +82,29 (+0,28%)
     
  • NASDAQ

    13.870,75
    -105,00 (-0,75%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,8123
    -0,0189 (-0,28%)
     

Governo sofre grande derrota nas eleições municipais de Seul e Busan

·1 minuto de leitura
Oh Se-hoon, do Partido Conservador, foi eleito prefeito de Seul

A oposição conservadora da Coreia do Sul conseguiu grandes vitórias nas eleições municipais de Seul e Busan, as duas principais cidades do país.

Esta é uma grave derrota para o Partido Democrata do presidente Moon Jae-in a um ano das eleições presidenciais, previstas para março de 2022.

As duas cidades concentram quase 25% da população sul-coreana. As eleições foram consideradas um termômetro do país.

Seul e Busan, que eram governadas pelo Partido Democrata, estavam sem comando desde o ano passado após escândalos sexuais, que provocaram o suicídio do prefeito de Seul, Park Won-soon, e a renúncia do prefeito de Busan.

Em Seúl, Oh Se-hoon, do Partido Conservador, recebeu 57,5% dos votos, contra 39,2% para o rival do Partido Democrata, anunciou a Comissão Eleitoral. Os conservadores venceram nos 25 distritos da capital.

A vitória dos conservadores foi ainda mais imponente em Busan, onde receberam 62,7% dos votos, contra 34,4% para os democratas.

A popularidade do presidente Moon e do Partido Democrata caiu muito nos últimos meses devido, em particular, ao aumento dos preços da habitação, ao aumento da desigualdade e a vários escândalos de corrupção e agressão sexual que envolvem altos funcionários.

"Aceito solenemente o castigo do povo", disse Moon, de acordo com um porta-voz da presidência.

Os resultados das eleições municipais contrastam com os números das legislativas do ano passado, quando o Partido Democrata obteve uma grande vitória e ampla maioria na Assembleia Nacional.

sh/slb/rma/juf/cn/zm/mis/fp