Mercado abrirá em 6 h 31 min
  • BOVESPA

    110.611,58
    -4.590,65 (-3,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.075,41
    +732,87 (+1,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,12
    +0,07 (+0,11%)
     
  • OURO

    1.688,00
    +10,00 (+0,60%)
     
  • BTC-USD

    54.183,09
    +3.670,25 (+7,27%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.090,57
    +66,36 (+6,48%)
     
  • S&P500

    3.821,35
    -20,59 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    31.802,44
    +306,14 (+0,97%)
     
  • FTSE

    6.719,13
    +88,61 (+1,34%)
     
  • HANG SENG

    28.835,58
    +294,75 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    29.027,94
    +284,69 (+0,99%)
     
  • NASDAQ

    12.429,00
    +131,75 (+1,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,9718
    +0,0120 (+0,17%)
     

Governo de São Paulo cancela feriado de Carnaval para evitar avanço da COVID-19

Natalie Rosa
·1 minuto de leitura

O governador de São Paulo, João Doria, acaba de anunciar o cancelamento do ponto facultativo do Carnaval de 2021 devido à pandemia do coronavírus. O pronunciamento foi feito nesta sexta-feira (29), informando que a comemoração não irá acontecer no estado este ano para conter a propagação do vírus.

"O governo de São Paulo, assim como a prefeitura da capital, cancela o ponto facultativo do carnaval. Portanto, não teremos feriado de carnaval em todo o estado. Essa é a recomendação do Centro de Contingência para, com isso, manter sob controle a expansão da pandemia", disse o governador, também falando pela capital.

<em>Imagem: Reprodução/G1</em>
Imagem: Reprodução/G1

Marco Vinholi, secretário estadual de Desenvolvimento Regional, revelou à imprensa que cada prefeitura de São Paulo terá autonomia para tomar suas decisões em relação ao Carnaval, mas que a recomendação é que o exemplo do estado e da capital sejam seguidos como forma de preservar a saúde da população.

"O governo do estado toma esta decisão por entender que, pela saúde, é o mais correto para seguir com esse arrefecimento da evolução da pandemia no estado. É um ponto facultativo, portanto, o governo do estado, tomando essa decisão, as prefeituras também têm essa prerrogativa no que tange os serviços municipais. A Prefeitura de São Paulo já tomou essa decisão, e a nossa recomendação é que sigam essa prerrogativa da ciência de medicina", completa Vinholi.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: