Mercado fechará em 6 h 29 min

Governo prevê reconduzir chefe do conselho da Petrobras; acionistas indicam nomes

SÃO PAULO (Reuters) - O governo federal, acionista majoritário da Petrobras, propôs a recondução do atual presidente do conselho de administração da companhia, o almirante Eduardo Bacellar Ferreira, enquanto apresentou outras sete nomeações para o colegiado.

Em paralelo, acionistas minoritários da petroleira estatal também apresentaram indicações para representantes no conselho, que serão apreciadas em uma assembleia geral ordinária em 22 de julho, segundo comunicado da companhia nesta sexta-feira.

A chapa única indicada pelo governo como controlador da empresa inclui ainda o atual presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, o economista João Cox Neto, a engenheira Maria Cláudia Guimarães e o engenheiro Nivio Ziviani, todos já membros do conselho.

Também foram indicados para vagas no colegiado os economistas Omar Carneiro da Cunha Sobrinho, ex-presidente da Shell no Brasil, e Paulo Cesar de Sousa e Silva, além do engenheiro Ruy Flaks Scheider.

A geofísica Rosangela Buzanelli foi eleita como representante dos empregados, conforme previsto na Lei das Estatais.

Para vaga dedicada aos acionistas minoritários, fundos apresentaram o nome de Marcelo Mesquita Filho e Patricia Valente Stierli.

Para cadeira garantida aos acionistas detentores de papéis preferenciais, foram apresentados por investidores os nomes de Sônia Júlia Sulzbeck e Rodrigo de Mesquita Pereira.


(Por Luciano Costa)