Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.316,16
    -1.861,39 (-1,63%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.774,91
    -389,10 (-0,71%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,38
    -1,63 (-2,01%)
     
  • OURO

    1.927,60
    -2,40 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    23.396,37
    +381,64 (+1,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    526,66
    +9,65 (+1,87%)
     
  • S&P500

    4.070,56
    +10,13 (+0,25%)
     
  • DOW JONES

    33.978,08
    +28,67 (+0,08%)
     
  • FTSE

    7.765,15
    +4,04 (+0,05%)
     
  • HANG SENG

    22.688,90
    +122,12 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    27.382,56
    +19,81 (+0,07%)
     
  • NASDAQ

    12.221,00
    +114,25 (+0,94%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5462
    +0,0265 (+0,48%)
     

Governo Lula deve encaminhar novo arcabouço fiscal em 2023 com aprovação de reforma tributária, diz Haddad

Ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, antes de participar de reunião na sede de transição

Por Lisandra Paraguassu

BRASÍLIA (Reuters) - O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad afirmou nesta quarta-feira que a expectativa do novo governo é encaminhar uma proposta para um novo arcabouço fiscal no ano que vem, com a aprovação de uma reforma tributária.

Cotado para ser o ministro da Fazenda do governo Lula, Haddad explicou que não há tempo para essa discussão nesse momento, junto com a PEC da Transição, mas que a Proposta de Emenda à Constituição irá dar tempo ao novo governo para fazer essa discussão.

“Estamos ganhando, com a PEC, tempo para abrir uma discussão com a sociedade, e temos uma perspectiva boa de aprovar a reforma tributária no ano que vem. O ideal é que, com a reforma tributária, a gente paralelamente remeta para o Congresso um novo arcabouço fiscal, que aí será coerente com a reforma que terá sido feita”, afirmou Haddad, em rápida conversa com jornalistas após participar de reuniões com o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva.

A equipe de transição do governo Lula quer aprovar a PEC para garantir recursos para o pagamento do Bolsa Família de 600 reais no próximo ano, além de 150 reais por crianças até 6 anos nas famílias beneficiadas pelo programa, e uma recomposição em áreas do Orçamento da União de 2023.

Haddad passou a integrar essa semana o Grupo Técnico de Economia da Transição, a pedido de Lula, em mais um sinal de que deve ser indicado para a Fazenda. A expectativa inicial era de que o anúncio fosse feito esta semana, mas fontes informaram à Reuters que o presidente eleito preferiu adiar as indicações por mais alguns dias e anunciar mais nomes de uma só vez.

ESTADOS UNIDOS

Haddad disse ainda que Lula deve ir aos Estados Unidos para um encontro com o presidente norte-americano, Joe Biden, ainda antes da posse. Essa era a intenção do presidente eleito, mas a ideia havia sido descartada e a visita estaria sendo programada para os primeiros meses de 2023.

No entanto, segundo Haddad, agora há um convite para que a viagem seja feita antes do Natal.

Na segunda-feira, Lula recebe, em Brasília, dois enviados do presidente norte-americano, o conselheiro de segurança nacional, Jake Sullivan, e o assessor para América Latina, Juan Gonzalez.