Mercado fechado
  • BOVESPA

    115.202,23
    +2.512,23 (+2,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.342,54
    +338,34 (+0,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,28
    +0,19 (+0,29%)
     
  • OURO

    1.698,20
    -0,30 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    50.070,43
    +1.587,05 (+3,27%)
     
  • CMC Crypto 200

    982,93
    +39,75 (+4,21%)
     
  • S&P500

    3.841,94
    +73,47 (+1,95%)
     
  • DOW JONES

    31.496,30
    +572,20 (+1,85%)
     
  • FTSE

    6.630,52
    -20,36 (-0,31%)
     
  • HANG SENG

    29.098,29
    -138,51 (-0,47%)
     
  • NIKKEI

    28.864,32
    -65,78 (-0,23%)
     
  • NASDAQ

    12.652,50
    -11,25 (-0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7780
    -0,0079 (-0,12%)
     

Governo libera novo lote residual de saques do auxílio emergencial

CLAYTON CASTELANI
·2 minuto de leitura
*ARQUIVO* São Paulo, SP, Brasil, 08-04-2020: Still objetos. Aplicativo de auxílio emergencial da Caixa Economica Federal. (foto Gabriel Cabral/Folhapress)
*ARQUIVO* São Paulo, SP, Brasil, 08-04-2020: Still objetos. Aplicativo de auxílio emergencial da Caixa Economica Federal. (foto Gabriel Cabral/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governo federal anunciou nesta quarta-feira (10) um novo lote residual do auxílio emergencial para famílias economicamente prejudicadas pela pandemia de Covid-19.

Os créditos que totalizam R$ 20,9 milhões estão disponíveis para saque a partir desta quarta para 22,2 mil beneficiários que tiveram seus cadastros reavaliados após cancelamentos ou depois de terem analisadas suas contestações sobre indeferimentos, segundo o Ministério da Cidadania.

O calendário de pagamentos do auxílio emergencial aprovado em 2020 chegou ao fim em janeiro e, neste momento, o governo discute a retomada do benefício para famílias consideradas mais vulneráveis.

Há quatro grupos de beneficiados no lote residual liberado nesta quarta. O primeiro envolve quase 12 mil pessoas que se tornaram elegíveis após reavaliação de cadastros e cruzamentos de informações de bancos de dados do governo.

Esse público recebe de uma só vez as parcelas de um a cinco do auxílio emergencial, cada uma de R$ 600. O valor pode dobrar e passar a R$ 1.200 por parcela para mães responsáveis pelo sustento do lar.

Os demais grupos receberão parcelas da extensão do auxílio emergencial, cada uma de, no mínimo, R$ 300. A cota em dobro também vale para as mães.

Entre os três grupos que receberão a extensão do benefício, o primeiro receberá a sétima, a oitava e a nona parcelas.

Outro grupo, com 9,4 mil integrantes, receberá as parcelas da sexta à nova parcela. São pessoas que ainda não haviam recebido a extensão e passaram por reavaliação.

O último grupo reúne 561 pessoas que não tinham sido consideradas elegíveis e fizeram a contestação via Dataprev entre 17 e 26 de dezembro de 2020.

Além dos novos beneficiários incluídos, ainda há pessoas que não retiraram o benefício. Até o início deste mês, cerca de 1,4 milhão de cidadãos incluídos no programa não tinham movimentado os recursos.