Mercado fechará em 4 h 5 min

Governo lança primeiro lote de imóveis para venda em certame virtual

Mariana Ribeiro

Devem ser publicados na segunda os editais para alienação de 109 propriedades em sete Estados e no DF; no total, serão 907, com valor total estimado em R$ 1,7 bi O Ministério da Economia anunciou nesta sexta-feira o lançamento do primeiro lote de imóveis para venda em licitação virtual. Devem ser publicados na segunda-feira editais para alienação de 109 propriedades em sete Estados e no Distrito Federal. O valor mínimo de avaliação soma R$ 100 milhões.

Além disso, outros 79 imóveis estão prontos para lançamento do edital e 719 estão em processo de legalização e regulamentação. São, portanto, 907 propriedades na esteira de venda, com valor estimado em R$ 1,7 bilhão.

Os certames serão realizados em uma plataforma na internet, possibilidade trazida pela lei nº 14.011, que buscou simplificar os processos de venda. Com os efeitos da pandemia, apenas seis imóveis foram vendidos neste ano em certame.

O secretário de Coordenação e Governança do Patrimônio da União (SPU), Fernando Bispo, afirmou que a meta do governo para este ano continua sendo alienar 1,9 mil imóveis e arrecadar cerca de R$ 5,9 bilhões, como informado após a sanção da lei. Mas isso considerando não só imóveis trabalhados pela União, mas também propostas de aquisição por particulares, imóveis do INSS e remição de foro.

Em entrevista ao Valor neste mês, Bispo admitiu que o impedimento para realização de concorrências presenciais prejudicou as vendas durante a pandemia, mas disse que a implementação dos certames virtuais e de outros dispositivos previstos na nova lei devem alavancar as alienações no segundo semestre.

Entre esses dispositivos estão a possibilidade de o investidor privado manifestar interesse nas propriedades da União, de ser concedido desconto de 25% no valor do imóvel após primeiro certame deserto ou fracassado e da venda em lotes.

Getty Images