Mercado abrirá em 3 h 44 min

Governo do Irã teria cortado conexão da população à internet em meio a protestos

Felipe Junqueira

Cidadãos iranianos estão com problemas de conexão à internet em várias cidades do país, de acordo com relatório do NetBlocks, grupo civil que monitora a conectividade e a liberdade da internet em vários países. Os cortes teriam começado com lentidão e dificuldades de conexão, evoluindo para um quase apagão total neste o domingo (17).

O Irã passa por protestos contra o aumento do preço dos combustíveis, anunciado em 50% pelo governo. Os primeiros relatos de problemas com a internet foram feitos na cidade de Mashhad, na sexta-feira, 15. Posteriormente, outras cidades, incluindo a capital Teerã, passaram a sofrer com problemas na internet móvel e banda larga fixa.

A conectividade nacional no país foi reduzida a cerca de 5% no final deste domingo, de acordo com o NetBlocks. Há regiões sem problemas de acesso, enquanto as maiores cidades, onde ocorrem os maiores protestos, estão praticamente sem conexão à rede, levando à crença de que houve corte proposital para tentar esfriar os movimentos contra o governo.


Esta é a maior interrupção de conectividade já registrada pelo observatório. Só neste ano foram reportados cortes de internet no Sudão, Zimbábue e na República Democrática do Congo, além da região de Kashmir, na Índia, que está sem internet há 100 dias.

O NetBlocks mapeia todo o espaço de endereços IP de um país em tempo real por meio de uma técnica chamada diffscan. De acordo com o observatório, “interrupções propositais da Internet geralmente têm um padrão de rede distinto usado pelo NetBlocks para determinar e atribuir a causa raiz de uma interrupção, um processo conhecido como atribuição que segue os estágios de detecção e classificação”.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: