Mercado fechará em 4 horas 1 minuto
  • BOVESPA

    114.141,42
    +2.957,47 (+2,66%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.490,24
    +112,77 (+0,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,39
    +2,11 (+3,44%)
     
  • OURO

    1.717,90
    +2,10 (+0,12%)
     
  • BTC-USD

    49.506,55
    -1.385,28 (-2,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    993,35
    +6,14 (+0,62%)
     
  • S&P500

    3.827,44
    +7,72 (+0,20%)
     
  • DOW JONES

    31.310,76
    +40,67 (+0,13%)
     
  • FTSE

    6.643,76
    -31,71 (-0,48%)
     
  • HANG SENG

    29.236,79
    -643,63 (-2,15%)
     
  • NIKKEI

    28.930,11
    -628,99 (-2,13%)
     
  • NASDAQ

    12.733,75
    +52,00 (+0,41%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7128
    -0,0659 (-0,97%)
     

Governo federal assinará compra de mais 54 milhões de doses, mas planejamento para entrega dos imunizantes só será feito em abril

João de Mari
·2 minuto de leitura
RIO DE JANEIRO, BRAZIL - JANUARY 22: Eduardo Pazuello Health Minister of Brazil talks next to Minister of Foreign Affairs Ernesto Araujo after the arrival of the Oxford / AstraZeneca vaccines at the Tom Jobim International Airport on January 22, 2021 in Rio de Janeiro, Brazil. Brazil's Health Minister Eduardo Pazuello accompanied the arrival of 2 million imported doses of the vaccine, coming from India. According to the Oswaldo Cruz Foundation (Fiocruz), vaccines produced by the Serum Institute, in India, will be ready for use after quality and safety control and labeling. The National Health Surveillance Agency (Anvisa) authorized the emergency use of the CoronaVac and the AstraZeneca vaccines against Covid-19. (Photo by Wagner Meier/Getty Images)
Até o momento, o governo federal contratou 46 milhões de doses para serem entregues até abril. Desse total, já foram encaminhadas ao governo 8,6 milhões de unidades (Foto: Wagner Meier/Getty Images)

O governo federal informou que vai fechar na terça-feira (2) o contrato para compra de mais 54 milhões de doses da CoronaVac, vacina contra a Covid-19 do laboratório chinês Sinovac. Porém, o planejamento para a entrega dos imunizantes pelo Instituto Butantan só será feito em abril, segundo o presidente da instituição Dimas Covas.

Até o momento, o governo federal contratou 46 milhões de doses para serem entregues até abril. Porém, até agora foram encaminhadas ao governo 8,6 milhões de unidades.

“46 milhões de doses serão entregues até abril e o planejamento para a entrega das 54 milhões de doses [que serão compradas pelo Ministério da Saúde] só será feito em abril”, afirmou Covas durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, nesta sexta-feira (29).

O anúncio de que o Ministério da Saúde irá assinar o contrato para adquirir mais doses do imunizantes foi feito pelo presidente do Butantan. Durante a coletiva desta sexta (29), Covas afirmou que recebeu uma “comunicação da pessoa responsável pela logística” da pasta.

"Alguns minutos atrás, quando eu já estava aqui no púlpito, recebi uma comunicação da pessoa responsável pelo departamento de logística do Ministério da Saúde avisando que o contrato será assinado na terça-feira da próxima semana", disse.

Leia também

O governo do Estado de São Paulo vinha pressionando o ministério a exercer a opção para o lote adicional da CoronaVac. A demora no posicionamento do Ministério da Saúde vinha causando repercussão negativa em todo o país.

Por este motivo, na mesma coletiva, o governador João Doria (PSDB) havia dito que se a pasta comandada pelo ministro Eduardo Pazuello não se posicionasse até o próximo dia 5, ele iria negociar os imunizantes com outros governadores e prefeitos do país.

Governadores de todo o país já haviam mandado um ofício ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) solicitando uma ação do governo federal na questão.

Vacinação idosos

Durante coletiva, o governo de São Paulo também anunciou que começará a vacinar idosos dentro do programa de imunização contra o coronavírus a partir do dia 8 de fevereiro.

No dia 8, começa a vacinação de idosos com idade de 90 anos ou mais. Os que têm entre 85 anos e 89 anos receberão a primeira dose do imunizante a partir do dia 15.

Segundo o governador, serão vacinados 206 mil idosos acima de 90 anos e 515 mil idosos entre 85 e 89 anos.