Mercado abrirá em 6 h 14 min
  • BOVESPA

    129.264,96
    +859,61 (+0,67%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.315,69
    -3,88 (-0,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,66
    0,00 (0,00%)
     
  • OURO

    1.783,40
    +0,50 (+0,03%)
     
  • BTC-USD

    32.607,13
    +90,43 (+0,28%)
     
  • CMC Crypto 200

    783,39
    -66,96 (-7,87%)
     
  • S&P500

    4.224,79
    +58,34 (+1,40%)
     
  • DOW JONES

    33.876,97
    +586,89 (+1,76%)
     
  • FTSE

    7.062,29
    +44,82 (+0,64%)
     
  • HANG SENG

    28.440,93
    -48,07 (-0,17%)
     
  • NIKKEI

    28.884,13
    +873,20 (+3,12%)
     
  • NASDAQ

    14.131,75
    +1,75 (+0,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9734
    -0,0019 (-0,03%)
     

Governo estuda pagar auxílio emergencial de transição para o Bolsa Família

·1 minuto de leitura
BRAZIL - 2020/04/07: In this photo illustration the Auxílio Emergencial da Caixa application to receive government assistance during the coronavirus pandemic is seen displayed on the smartphone. (Photo Illustration by Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
(Fotoilustração por Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
  • Governo avalia pagar auxílio emergencial por mais dois ou três meses

  • Valor deve ser pago até uma maior parcela da população ser vacinada

  • Extensão deve servir como transição para novo Bolsa Família

O governo federal estuda estender mais dois ou três meses o auxílio emergencial, menos do que a extensão atual, que é de quatro meses. Isso funcionará como uma forma de transição para a criação do novo formato do Bolsa Família. As informações são do CNN Business.

Leia também:

O valor do Bolsa Família, que hoje é de cerca de R$ 190, deve ser equiparado ao valor médio do auxílio emergencial atual, que é de R$ 250.

A ideia é discutida pelos ministérios da Economia e da Cidadania devido ao atraso da vacinação contra a covid-19, que também atrasa a melhora da situação econômica. Assim, o benefício deve ser prorrogado até que uma maior parcela da população adulta seja imunizada.

Essa possível prorrogação se baseia nos cronogramas estaduais de vacinação. No estado de São Paulo, a promessa é de que toda a população deve estar imunizada até o fim de outubro.

A pedido do centrão

A análise do governo para a criação da transição para o fim do auxílio vem depois de pedidos de integrantes do centrão, que cobravam uma ajuda financeira por mais tempo, enquanto o quadro de dificuldade econômica devido à pandemia continuar. 

Assessores da Presidência dizem que o governo tem dinheiro para reformular o programa este ano, mas a equipe econômica ainda não sabe se haverá fôlego no orçamento do ano que vem para comportar a ampliação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos