Mercado abrirá em 6 h 9 min

Governo estuda mudanças na estrutura dos leilões de energia, diz Sachsida

Lâmpadas de energia

SÃO PAULO (Reuters) - O governo federal está estudando mudanças na estrutura dos leilões de contratação de energia elétrica, disse nesta quarta-feira o ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida.

Em evento em São Paulo, Sachsida disse que a ideia é "diminuir o poder de Brasília" na escolha das fontes de geração de energia que são contratadas nos certames voltados ao atendimento do mercado regulado. Ele defendeu que o "mercado" faça essa escolha, com base no melhor preço ao consumidor.

O ministro disse ainda que todos os contratos serão cumpridos, e que eventuais mudanças seriam aplicadas em certames futuros.

Nesta quarta-feira, o governo cancelou três leilões de energia que estavam previstos para 2022.

No caso de um dos certames cancelados, o de potência, o Ministério disse que está fazendo estudos para viabilizar um certame pautado pela "neutralidade tecnológica" --isto é, que permita a concorrência de diferentes fontes de geração ou de soluções de armazenamento. O primeiro certame de potência realizado no país, no ano passado, foi aberto apenas à participação de empreendimentos termelétricos.

(Por Letícia Fucuchima)