Mercado abrirá em 2 h 13 min

Governo estuda criar uma nova modalidade de saque do FGTS

Mariana Ribeiro, Lu Aiko Otta e Edna Simão

A medida precisa de aval do Congresso O secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues, afirmou que a transferência dos recursos não sacados do PIS/Pasep para o FGTS permitirá novos saques do fundo de garantia pelos cotistas, mas que ainda está em definição, no governo, o valor e as condições da liberação.

“Respeitamos os direitos dos cotistas e anunciaremos no devido momento qual será o valor do saque a ser permitido”, disse, acrescentando que a sustentabilidade financeira do fundo será preservada. Ele afirmou que a equipe econômica já entrou em contato com a presidência no BNDES para viabilizar a transferência.

A medida precisa de aval do Congresso e, segundo o secretário, uma nova medida provisória (MP) deve ser encaminhada ao Legislativo “o mais rápido possível”. Segundo ele, o formato do saque-imediato ou aniversário pode ser utilizado, mas também é possível que haja a criação de uma nova modalidade.

Ele lembrou que a MP do ano passado já permitiu o saque do PIS/Pasep e que menos de R$ 2 bilhões foram sacados, por isso, há espaço para a transferência.

Divulgação / Caixa