Mercado abrirá em 4 h 44 min
  • BOVESPA

    122.937,87
    +1.057,05 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.371,98
    +152,72 (+0,31%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,75
    +0,48 (+0,72%)
     
  • OURO

    1.870,70
    +3,10 (+0,17%)
     
  • BTC-USD

    45.270,53
    +343,59 (+0,76%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.259,01
    +61,09 (+5,10%)
     
  • S&P500

    4.163,29
    -10,56 (-0,25%)
     
  • DOW JONES

    34.327,79
    -54,34 (-0,16%)
     
  • FTSE

    7.066,86
    +34,01 (+0,48%)
     
  • HANG SENG

    28.572,97
    +378,88 (+1,34%)
     
  • NIKKEI

    28.406,84
    +582,01 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    13.408,75
    +105,25 (+0,79%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4277
    +0,0178 (+0,28%)
     

Governo eleva projeção do valor da produção agropecuária a R$1,057 tri em 2021

·1 minuto de leitura
Trabalhos de colheita de grãos em Caseara, Tocantins

SÃO PAULO (Reuters) - https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/noticias/valor-da-producao-agropecuaria-de-2021-e-12-4-maior-que-ano-passado

O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) do Brasil deve atingir um recorde de 1,057 trilhão de reais em 2021, alta de 12,4% na comparação anual, informou nesta segunda-feira o Ministério da Agricultura, ao elevar ligeiramente sua projeção ante o montante de 1,032 trilhão estimado em março.

As lavouras devem representar 727,7 bilhões de reais e a pecuária 330,1 bilhões, com avanços de respectivos 16,1% e 5,1%, mostrou o levantamento da pasta.

"Nos últimos três anos, soja e milho têm apresentado recordes sucessivos de faturamento. A soma dessas duas atividades resultou num valor (equivalente a) 65,4% do VBP das lavouras", disse a pasta em nota.

Em valores absolutos, a soja deve corresponder a 345,9 bilhões de reais e o milho a 129,9 bilhões.

O ministério disse que a demanda interna e o comportamento dos mercados, dos Estados Unidos e da China, têm sido os principais responsáveis pelo crescimento estimado para o cereal e a oleaginosa.

Na pecuária, o bom desempenho esperado pelo governo se deve aos setores bovino, de frango e leite, que correspondem a 86,2% do valor gerado.

A pasta ainda ressaltou que algodão, arroz, laranja e trigo estão entre os destaques positivos para as lavouras.

"No grupo de 25 produtos analisados no levantamento, 16 apresentam preços recebidos superiores aos do ano passado. Pode-se dizer que, em geral, os produtores têm um ambiente de preços melhor neste ano."

(Por Nayara Figueiredo; Edição de Luciano Costa)