Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.441,03
    -635,14 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,13 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,78
    +0,49 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.879,50
    -16,90 (-0,89%)
     
  • BTC-USD

    35.702,40
    -1.453,12 (-3,91%)
     
  • CMC Crypto 200

    924,19
    -17,62 (-1,87%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,36 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.134,06
    +45,88 (+0,65%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,25 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    28.948,73
    -9,83 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    13.992,75
    +33,00 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1926
    +0,0391 (+0,64%)
     

Governo dos EUA admite: “não conseguimos explicar os OVNI’s”

·3 minuto de leitura
Governo dos EUA admite: “não conseguimos explicar os OVNI’s”
Governo dos EUA admite: “não conseguimos explicar os OVNI’s”

A pergunta é sempre a mesma: estamos sós no Universo? O próximo dia 25 de junho é aguardado com ansiedade por milhares em torno do globo. O governo dos Estados Unidos prometeu para essa data a divulgação de um relatório contendo dados relativos a pelo menos 10 anos de observações de fenômenos para os quais as explicações são, no mínimo, difíceis – estamos falando de OVNI’s. São, em boa parte, registros feitos principalmente por pilotos da marinha norte-americana – boa parte deles em vídeo – imagens que mostram objetos que se movem pelos céus e que alimentaram a imaginação, o medo e a desconfiança de muita gente nos últimos anos.

Da parte do governo dos Estados Unidos, até agora, essas imagens alimentaram o silêncio. Até agora. De acordo com o jornal The New York Times, que ouviu oficiais envolvidos na elaboração do dossiê que será publicado no próximo dia 25 de junho, o silêncio das autoridades tem uma explicação: a falta de palavras. O governo dos Estados Unidos vai admitir que as várias das imagens captadas ao longo desses últimos anos são, sim, reais e dão conta de fenômenos para os quais não há explicações. Ou seja, são objetos artificiais, cuja tecnologia é completamente desconhecida das agências de inteligência do governo norte-americano.

Hipóteses descartadas

Em alguns casos, houve, inclusive a suspeição de alguns desses objetos voadores pudessem ser bólidos ultrassônicos criados por potências inimigas, como a China ou a Rússia que, nesse caso, estariam muito à frente dos Estados Unidos no desenvolvimento de mísseis ou mesmo de drones. Porém, essas hipóteses acabaram descartadas. O que sobrou foi um misto de incredulidade e de inquietação por parte dos integrantes do Pentágono que se debruçaram sobre o material ao longo de todo esse período.

A febre dos ET’s

Porém, antes que alguém ache que essa é uma confissão por parte do governo norte-americano a favor da existência de ET’s, é preciso entender que trata-se tão somente de uma admissão de que, após um exame minucioso dos cerca de 120 registros de OVNI’s (Objetos Voadores Não Identificados) ao longo das duas últimas décadas, o que provavelmente sairá do relatório que o Congresso do Estados Unidos vai apresentar será uma declaração de que os registros não contêm imagens de objetos que representem qualquer tecnologia avançada desenvolvida pelos EUA ou qualquer de suas agências. Isto é: não será uma afirmação de que os ETs existem, nem será uma exclusão definitiva de que os registros possam indicar a existência de algum tipo de tecnologia alienígena.

Ainda que o relatório a ser publicado no dia 25 possa saciar a curiosidade de muitos, já se sabe que há um anexo a ele que permanecerá em segredo. E só o fato de saber que uma parte dessa história continuará envolta em mistério já servirá para alimentar ainda mais a imaginação de quem sonha com a vida vinda de outros mundos. Por enquanto, ao que tudo indica, as revelações do próximo dia 25 devem confirmar o que o ex-presidente Barack Obama afirmou numa entrevista recentemente ao falar sobre o tema: “tem imagens e registros de objetos nos céus que nós não sabemos exatamente do que se trata”.