Mercado fechará em 2 h 19 min

Governo do Distrito Federal anuncia privatização de estatal de energia

THIAGO RESENDE
·1 minuto de leitura

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O governo do Distrito Federal anunciou neste sábado (26) a privatização da CEB (Companhia Energética de Brasília). O conselho de administração da CEB aprovou a convocação de uma assembleia geral para chancelar a venda da empresa. O governo do Distrito Federal é o acionista majoritário da companhia. O preço mínimo de venda é de R$ 1,424 bilhão. Esse valor foi calculado a partir de duas avaliações realizadas por consultorias independentes contratadas pelo BNDES (Banco do Desenvolvimento Econômico e Social). A decisão foi comunicada aos acionistas e ao mercado em fato relevante divulgado pela companhia na tarde deste sábado. O documento é assinado pelo diretor administrativo-financeiro e de relações com investidores da empresa, Joel Antônio de Araújo. Após deliberação da assembleia geral, as ações serão ofertadas em leilão organizado pela B3. Em 2019, o grupo CEB obteve lucro líquido de R$ 119 milhões -um aumento de 32% em relação ao ano anterior. O primeiro passo para a venda da companhia foi dado em 2019, quando o governador do Distrito Federal, contratou o BNDES para assessorar o processo. Em fevereiro de 2020, Ibaneis declarou que a privatização da CEB é irreversível e prioridade do governo.