Mercado fechado
  • BOVESPA

    101.259,75
    -657,98 (-0,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.707,72
    +55,53 (+0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    39,78
    -0,86 (-2,12%)
     
  • OURO

    1.903,40
    -1,20 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    13.290,73
    -21,40 (-0,16%)
     
  • CMC Crypto 200

    260,05
    -1,40 (-0,54%)
     
  • S&P500

    3.465,39
    +11,90 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    28.335,57
    -28,09 (-0,10%)
     
  • FTSE

    5.860,28
    +74,63 (+1,29%)
     
  • HANG SENG

    24.918,78
    +132,65 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    23.516,59
    +42,32 (+0,18%)
     
  • NASDAQ

    11.669,25
    +19,50 (+0,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6639
    +0,0538 (+0,81%)
     

Governo disponibiliza R$ 10 bi em empréstimos a empresas que utilizem maquininhas

GUSTAVO URIBE
·2 minutos de leitura
Foto: Paulo Fridman/Corbis via Getty Images
Foto: Paulo Fridman/Corbis via Getty Images

O presidente Jair Bolsonaro editou nesta quarta-feira (23) medida provisória que disponibiliza um montante de R$ 10 bilhões para empréstimos a micro e pequenas empresas cuja venda de produtos seja feita por meio de máquinas de cartões de crédito e débito.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

A iniciativa, que permite a abertura do crédito extraordinário, será publicada na edição desta quinta-feira (24) do "Diário Oficial da União".

Leia também

Segundo o governo federal, a ampliação do montante para empréstimos é uma medida emergencial com o objetivo de tentar reduzir os prejuízos econômicos causados pela pandemia do novo coronavírus.

"Com a edição desta medida provisória, o governo federal mantém seus esforços para garantir a devida assistência aos microempreendedores individuais, às microempresas e às empresas de pequeno porte nesse momento de crises sanitária e econômica decorrentes da pandemia", salientou o governo, em nota.

Nesta quarta-feira (23), o presidente também assinou decreto que institui uma plataforma de pagamentos por meio de cartão de crédito e cartão digital de dívidas do contribuinte com o Tesouro Nacional. A medida não acaba com o serviço de pagamento por boleto bancário.

A plataforma, nomeada de PagTesouro, tem como objetivo evitar que o contribuinte seja obrigado a se deslocar a uma instituição financeira para pagar por serviços públicos.

A gestão federal informou que as empresas interessadas em operar pela plataforma digital deverão se credenciar no site do Ministério da Economia e devem ter autorização do Banco Central.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube