Governo discute eventos para projetos de infraestrutura

O governo vai se concentrar em um horizonte de cinco anos ao enfatizar as oportunidades na área de infraestrutura do Brasil. As apresentações para investidores, conhecidas no mercado por road show, começarão em 7 de fevereiro. O prazo é o mesmo usado em programas de logística, lançados pela presidente Dilma Rousseff no segundo semestre do ano passado.

O evento, que está sendo coordenado pelo Itamaraty, tem previsão de começar por São Paulo e contar com edições em Nova York, em 26 de fevereiro, e em cidades da Ásia e da Europa.

Na reunião que acabou no início da tarde desta terça-feira entre o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e representantes de outras áreas do governo, foi acertado o teor do documento que será exposto aos empresários. Nessa apresentação, conforme uma fonte que participou do encontro, constará o resumo dos projetos de infraestrutura divulgados pelo governo nos últimos meses. "Vamos ter foco nas principais ações adotadas até agora", disse.

Também foram divididos os temas e as palestras que constarão da exposição aos investidores interessados. Primeiro, o ministro Guido Mantega fará um panorama sobre o ambiente econômico brasileiro, enfatizando os números positivos do Brasil. A divulgação da área de logística caberá ao presidente da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), Bernardo Figueiredo. O presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim, ficará com a exposição das medidas relacionadas ao setor de energia. O secretário de Petróleo e Gás do Ministério de Minas e Energia (MME), Marco Antônio Martins Almeida, será responsável pela "venda" na área de petróleo.

"A reunião de hoje foi feita para alinharmos as ações para a organização do evento", disse a fonte. O interlocutor lembrou que o encontro foi necessário para incluir os "novos players" que passarão a integrar o roadshow, como a área de energia, que inicialmente não estava prevista para ser tão detalhada.

Carregando...