Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.181,91
    +1.168,44 (+1,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.483,51
    -339,72 (-0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,29
    -0,67 (-0,77%)
     
  • OURO

    1.838,00
    -5,20 (-0,28%)
     
  • BTC-USD

    42.655,56
    +1.018,28 (+2,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.013,38
    +18,12 (+1,82%)
     
  • S&P500

    4.483,92
    -48,84 (-1,08%)
     
  • DOW JONES

    34.723,09
    -305,56 (-0,87%)
     
  • FTSE

    7.585,01
    -4,65 (-0,06%)
     
  • HANG SENG

    24.952,35
    +824,50 (+3,42%)
     
  • NIKKEI

    27.772,93
    +305,70 (+1,11%)
     
  • NASDAQ

    14.875,75
    -157,75 (-1,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1469
    -0,0205 (-0,33%)
     

Governo cria estratégia de 10 anos para propriedades intelectuais

·1 min de leitura

O governo federal publicará, na próxima edição do Diário Oficial da União (DOU), decreto que cria a Estratégia Nacional de Propriedade Intelectual (Enpi) para o período entre 2021 a 2030.

Segundo nota publicada pela Secretaria Geral da Presidência da República, o instrumento visa orientar inciativas que “contribuam para a competitividade e desenvolvimento econômico e social do país”.

“A Estratégia servirá como importante instrumento para se viabilizar a coordenação e integração de políticas do Governo Federal na área de propriedade intelectual, respeitadas as competências de cada Ministério e Órgão de execução das políticas de Propriedade Intelectual”, informa o documento.

O decreto, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, define sete eixos estratégicos que deverão ser executadas durante os 10 anos de vigência da Enpi. São eles:

Propriedade Intelectual para a Competitividade e o Desenvolvimento

Disseminação, Formação e Capacitação em Propriedade Intelectual

Governança e Fortalecimento Institucional

Modernização dos Marcos Legais e Infralegais

Observância e Segurança Jurídica

Inteligência e Visão de Futuro

Inserção do Brasil no Sistema Global de Propriedade Intelectual

O documento também institui uma lista de 210 ações que serão viabilizadas, além da criação de indicadores e metas de monitoramento dos processos de propriedade intelectual no Brasil.

O processo de elaboração da Enpi incluiu análises de experiências de outros países e oficinas realizadas no início do ano em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Houve também um período de consulta pública. O Ministério da Economia recebeu contribuições, por meio de formulário online, emntre agosto e setembro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos