Mercado abrirá em 7 h 18 min
  • BOVESPA

    114.064,36
    +1.782,08 (+1,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,27
    +125,93 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,46
    +0,16 (+0,22%)
     
  • OURO

    1.751,90
    +2,10 (+0,12%)
     
  • BTC-USD

    44.090,19
    +295,25 (+0,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.100,91
    -8,01 (-0,72%)
     
  • S&P500

    4.448,98
    +53,34 (+1,21%)
     
  • DOW JONES

    34.764,82
    +506,50 (+1,48%)
     
  • FTSE

    7.078,35
    -5,02 (-0,07%)
     
  • HANG SENG

    24.470,55
    -40,43 (-0,16%)
     
  • NIKKEI

    30.239,92
    +600,52 (+2,03%)
     
  • NASDAQ

    15.272,00
    -31,50 (-0,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2242
    -0,0008 (-0,01%)
     

Governo chinês limita tempo para crianças jogarem videogame

·1 minuto de leitura
"Game for Peace", a alternativa da Tencent ao videogame blockbuster "PlayerUnknown's Battlegrounds" (PUBG) na China, é visto em um telefone celular nesta ilustração, foto tirada em 13 de maio de 2019. REUTERS / Florence Lo / Illustration

China vai limitar o tempo dos jovens jogarem videogame. O tempo permitido será de três horas por semana. De acordo com informações da imprensa local, a gigante Tencent pode oferecer jogos para as crianças das 20 às 21h na sexta-feira, fim de semana e feriados.

A regra é uma mudança significativa na atual ordem, que permitia que os jovens tivessem uma hora e meia por dia. No começo de agosto, a Tencent tinha sido obrigada a cortar o tempo que as crianças podiam jogar ‘Honor of Kings’ para apenas uma hora em dias de semana e duas no final de semana. As restrições causaram queda nas ações da empresa.

Leia também:

Historicamente, a China sempre teve aversão a videogames, embora com mais nuances do que a maioria das pessoas acredita. O país, no entanto, ampliou a retórica antijogos nos últimos anos e, em 3 de agosto, uma importante agência de notícias estatal descreveu os videogames como ‘ópio espiritual’.

Além do limite de tempo para jogos online, as autoridades querem que todos os títulos estejam vinculados a alguma forma de sistema antidependência. Outras novas regras incluem empresas que mantêm dados de nomes (reais) de todos os usuários, mais relatórios sobre o uso de transações no jogo e mais escrutínio regulatório de maneira geral.

Não está claro o impacto que isso terá no mundo real, uma vez que a Tencent afirma que os menores representam uma parte muito pequena de seus negócios em geral. Enquanto isso, há uma semana, a Coreia do Sul declarou que abandonaria sua infame "Lei da Cinderela", proibindo os videogames de jogar entre meia-noite e 6 da manhã, dizendo que está respeitando os direitos das crianças.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos