Mercado fechado
  • BOVESPA

    126.003,86
    +951,08 (+0,76%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.897,79
    +629,34 (+1,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,14
    +0,23 (+0,32%)
     
  • OURO

    1.797,20
    -2,00 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    37.539,99
    +2.699,05 (+7,75%)
     
  • CMC Crypto 200

    905,01
    -10,48 (-1,14%)
     
  • S&P500

    4.422,30
    +10,51 (+0,24%)
     
  • DOW JONES

    35.144,31
    +82,76 (+0,24%)
     
  • FTSE

    7.025,43
    -2,15 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    26.192,32
    -1.129,66 (-4,13%)
     
  • NIKKEI

    27.833,29
    +285,29 (+1,04%)
     
  • NASDAQ

    15.116,25
    -1,50 (-0,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1089
    -0,0014 (-0,02%)
     

Governo autoriza uso da Força Nacional de Segurança para proteger terra Ianomâmi

·1 minuto de leitura
Índios Ianomâmi em Alto Alegre, Roraima

Por Lisandra Paraguassu

BRASÍLIA (Reuters) - O Ministério da Justiça autorizou nesta segunda-feira o emprego da Força Nacional de Segurança (FNS) para atuar na segurança da terra indígena Ianomâmi, em Roraima, pelos próximos 90 dias.

A portaria, publicada no Diário Oficial da União, prevê a atuação da FNS "nas atividades e nos serviços imprescindíveis à preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio" pelos próximos três meses, mas sem definir ainda o contingente que será usado.

Os Ianomâmis vêm sendo vítimas de ataques constantes de garimpeiros armados, e entidades ambientais calculam em cerca de 20 mil o número de homens atuando ilegalmente na terra.

Desde o início do ano, foram registrados pelo menos oito ataques de garimpeiros nas aldeias, inclusive com confronto armado. No mês passado, homens em um barco atiraram em uma aldeia mesmo com a presença de policiais federais no local.

Em maio, atendendo a uma ação de entidades de proteção dos indígenas e partidos políticos, o ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso determinou que o governo federal adotasse medidas imediatas de proteção aos Ianomâmi, mas pouco havia sido feito até agora.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos