Mercado fechará em 2 h 28 min

Governo autoriza Caixa a criar novo produto lotérico, a ‘Supersete’

Álvaro Campos

Supersete consiste na indicação de conjunto finito de prognósticos sobre dez algarismos organizados verticalmente em sete colunas O governo autorizou a Caixa Econômica Federal a criar um novo produto lotérico, que será chamado de “Supersete”. No novo esquema, o apostador escolhe um número por coluna, em cada uma de sete colunas verticais, que contêm dez algarismos cada. A Caixa ainda vai definir o valor da aposta mínima.

A portaria divulgada hoje no Diário Oficial da União diz que a Caixa também definirá a data do primeiro sorteio, de modo a permitir o desenvolvimento de campanha publicitária para divulgação, ao público em geral, do novo produto. Além disso, é preciso um período mínimo de captação de apostas, visando a oferta de montante atrativo da premiação inicial. A frequência semanal do sorteio também será estabelecida pela Caixa.

Na aposta simples, o jogador indica um número por coluna, mas ele também pode fazer uma aposta múltipla, marcando até três números por coluna. Além do prêmio para quem acertar os sete números sorteados, haverá premiações para quem acertar os algarismos sorteados em seis, cinco, quatro ou três colunas. Quem acertar três colunas ganha o dobro do valor da aposta mínima.

Já o valor dos outros prêmios depende do total de apostas arrecadadas. Quem acertar as sete colunas fica com 55% do prêmio total, seguidos de quem acertar seis (15%), cinco (15%) e quatro colunas (15%).

Desde 1962, a Caixa é responsável por gerir, explorar e comercializar os jogos lotéricos federais. Atualmente comercializa os produtos Loteca, Mega-Sena, Lotofácil, Loteria Federal, Lotogol, Lotomania, Quina, Dupla-Sena, Timemania e Dia de Sorte. Na Mega-Sena, do total arrecadado, 43,35% vão para o prêmio bruto, 19,13% para despesas de custeio e manutenção e o restante é repassado para diversos órgãos do governo.

Elza Fiúza/Agência Brasil