Mercado fechará em 3 h 11 min
  • BOVESPA

    105.946,12
    +1.479,88 (+1,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.292,54
    +365,16 (+0,72%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,41
    +1,91 (+2,87%)
     
  • OURO

    1.772,30
    +9,60 (+0,54%)
     
  • BTC-USD

    56.180,21
    -233,04 (-0,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.431,89
    -9,87 (-0,68%)
     
  • S&P500

    4.523,71
    -53,39 (-1,17%)
     
  • DOW JONES

    34.400,22
    -239,57 (-0,69%)
     
  • FTSE

    7.137,37
    +8,16 (+0,11%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.756,00
    -232,50 (-1,45%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3983
    +0,0181 (+0,28%)
     

Governo anuncia reajuste de 20% no novo Bolsa Família e benefício de R$ 400 sem explicar fonte de recurso

·2 min de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 19.03.2020 - Still de mão segurando um cartão do Bolsa Família. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 19.03.2020 - Still de mão segurando um cartão do Bolsa Família. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ministro da Cidadania, João Roma, afirmou nesta quarta-feira (20) que o programa social Auxílio Brasil terá seus recursos reajustados em 20% em relação ao antecessor Bolsa Família. Além disso, disse que a fila de espera observada hoje será zerada até o fim do ano.

"Os 20% não são em cima de um valor unitário, mas sim sobre a execução de todo o programa permanente, o Auxílio Brasil, que começa a ser pago no mês de novembro", disse o ministro, em declaração no Palácio do Planalto.

Roma afirmou que o programa não será financiado por meio de créditos extraordinários, mecanismo previsto na Constituição e que libera gastos fora da regra do teto (que limita o crescimento das despesas do governo).

Isso não significa, no entanto, que o programa ficará inteiramente dentro do teto. O titular da Cidadania afirmou que ainda há uma negociação em curso para inserir um aval para os pagamentos na PEC (proposta de emenda à Constituição) dos precatórios, mas não deu detalhes do mecanismo previsto.

O governo prevê um pagamento temporário e estimava até o começo da semana a liberação de até R$ 30 bilhões fora do teto para financiar o programa.

Inicialmente, o governo havia anunciado uma coletiva de imprensa sobre o tema com o ministro. Depois, transformou em um pronunciamento, em que jornalistas não puderam fazer perguntas.

De acordo com o ministro, a engenharia do Auxílio Brasil será feita de tal forma que nenhuma família beneficiária receba menos do que R$ 400 até o fim de 2022.

Essa decisão também representa uma mudança em relação ao plano anterior do governo.

Antes, o programa teria valor médio ampliado de R$ 190 para R$ 400. Isso significa que o valor do benefício seria reajustado para em média R$ 400, mas beneficiários poderiam receber valores maiores ou menores do que esse patamar, a depender dos critérios de enquadramento do programa.

Agora, segundo a versão apresentada por Roma, nenhuma família receberá menos do que R$ 400.

"Estamos estruturando um benefício transitório, que funcionaria até dezembro do próximo ano, que teria por finalidade equalizar o benefício para que nenhuma dessas famílias receba menos do que R$ 400", afirmou.

Segundo o ministro, a criação do programa será feita seguindo a responsabilidade fiscal. A afirmação é feita após forte reação negativa do mercado na terça com as informações de que o governo furaria o teto de gastos para bancar o programa.

"Não estamos aventando que o pagamento desses benefícios se dê através de créditos extraordinários. Estamos buscando, dentro do governo, todas as possibilidades para que o atendimento desses brasileiros necessitados siga de mãos dadas com a responsabilidade fiscal", disse.

Roma afirmou que o objetivo é elevar o número de atendidos hoje no Bolsa Família de 14,7 milhoes para 16,9 milhões no Auxílio Brasil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos