Mercado abrirá em 9 h 40 min
  • BOVESPA

    112.282,28
    +2.032,55 (+1,84%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.338,34
    +510,21 (+1,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,34
    +0,11 (+0,15%)
     
  • OURO

    1.763,20
    -15,60 (-0,88%)
     
  • BTC-USD

    43.700,91
    +1.510,14 (+3,58%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.098,84
    +58,36 (+5,61%)
     
  • S&P500

    4.395,64
    +41,45 (+0,95%)
     
  • DOW JONES

    34.258,32
    +338,48 (+1,00%)
     
  • FTSE

    7.083,37
    +102,39 (+1,47%)
     
  • HANG SENG

    24.472,26
    +250,72 (+1,04%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.188,25
    +24,75 (+0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2135
    +0,0047 (+0,08%)
     

Governo anuncia propostas de quatro vacinas brasileiras contra COVID-19

·1 minuto de leitura

Nesta terça-feira (31), o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) anunciou quatro propostas de vacinas brasileiras contra a COVID-19. A ideia é que, agora, os envolvidos nessas quatro propostas apresentem a documentação necessária, conforme previsto em edital.

Durante o anúncio, o ministro Marcos Pontes destacou a importância da ciência para o combate à COVID-19: "A pandemia deixou clara a importância da ciência, que é a única arma que temos para vencer o vírus. Os resultados em um ano foram expressivos, com redução do número de óbitos. Isso mostra a importância da ciência e dos nossos cientistas. O Brasil tem cientistas de altíssimo gabarito no cenário internacional, mas para que a ciência funcione precisa de irrigação de recursos”, declarou.

Vacinas brasileiras

(Imagem: _Tempus_/Envato Elements)
(Imagem: _Tempus_/Envato Elements)

Das quatro propostas qualificadas, anunciadas ao final da cerimônia, três foram desenvolvidas por universidades públicas e uma pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

As propostas são as seguintes:

  • Spintec MCTI UFMG, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), composta de proteínas RBD/nucleocapsídeo derivada do SARS-CoV.

  • UFRJVAC, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), baseada em uma proteína recombinante de variantes de SARS-CoV-1.

  • Versamune MCTI, da Universidade de São Paulo (USP), visando ao “tratamento profilático de infecção causada por SARS-CoV-2.

  • RNA MCTI, do Campus Integrado de Manufatura e Tecnologia (Senai Cimatec) da Bahia, formulada a partir de nanopartícula carreadora de RNA Replicon auto replicante.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos