Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.669,90
    -643,10 (-0,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.627,67
    -560,43 (-1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,34
    -0,26 (-0,44%)
     
  • OURO

    1.744,10
    -14,10 (-0,80%)
     
  • BTC-USD

    60.037,29
    +87,71 (+0,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.235,89
    +8,35 (+0,68%)
     
  • S&P500

    4.128,80
    +31,63 (+0,77%)
     
  • DOW JONES

    33.800,60
    +297,00 (+0,89%)
     
  • FTSE

    6.915,75
    -26,47 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    28.698,80
    -309,30 (-1,07%)
     
  • NIKKEI

    29.768,06
    +59,06 (+0,20%)
     
  • NASDAQ

    13.811,00
    +63,25 (+0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7625
    +0,1276 (+1,92%)
     

Governo adia R$ 27,8 bi em impostos de empresas pelo avanço da Covid

FÁBIO PUPO
·1 minuto de leitura

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O governo anunciou nesta quarta-feira (24) que vai adiar a cobrança de R$ 27,8 bilhões em impostos que deveriam ser pagos por empresas optantes do Simples Nacional entre abril e junho. A cobrança dos tributos adiados ao longo dos três meses será feita de forma parcelada em seis vezes, de julho a dezembro. José Barroso Tostes Neto, secretário especial da Receita Federal, afirmou que a medida deve alcançar 17 milhões de contribuintes e vai representar um alívio para a situação de pequenos empresários. "É um fôlego para atravessar esse momento mais crítico em que os impactos da pandemia se fazem se sentir principalmente nos negócios que estão fechados e sem possibilidade de receitas", afirmou.