Mercado abrirá em 4 h 9 min
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,96 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,60 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,47
    -0,15 (-0,14%)
     
  • OURO

    1.840,80
    +10,50 (+0,57%)
     
  • BTC-USD

    21.404,68
    +1,60 (+0,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    466,90
    +13,00 (+2,86%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,28 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.270,47
    +61,66 (+0,86%)
     
  • HANG SENG

    22.229,52
    +510,46 (+2,35%)
     
  • NIKKEI

    26.871,27
    +379,30 (+1,43%)
     
  • NASDAQ

    12.228,00
    +87,50 (+0,72%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5367
    -0,0157 (-0,28%)
     

Gopinath, do FMI, vê risco de desancoragem em expectativas de inflação nos EUA

Gita Gopinath, primeira vice-diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional, em coletiva de imprensa em Santiago, Chile

NOVA YORK (Reuters) - A inflação nos Estados Unidos pode permanecer acima das metas do Federal Reserve por um longo tempo com base nas projeções atuais, e existe o risco de as expectativas para a alta dos preços "desancorarem", disse nesta quarta-feira a primeira vice-diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Gita Gopinath.

Com base nas estimativas atuais de qual pode ser a trajetória da taxa de juros, a inflação ficará acima da meta de 2% do Fed "por um longo tempo", disse Gopinath em evento online organizado pelo Financial Times.

"Esse é um ambiente ao qual não estamos acostumados, você pode ficar sob risco de que expectativas de inflação deles desancorem", disse ela.

Gopinath citou um caminho "incrivelmente estreito" que permitiria que o aperto nos mercados de bens e trabalho se desfizesse sem que as taxas subissem muito mais.

No entanto, ela disse que, "no geral, os riscos são para a possibilidade de que isso exigirá aumentos muito mais acentuados nos juros".

O Fed elevou os custos dos empréstimos duas vezes neste ano e aumentos de 50 pontos básicos estão precificados tanto para a reunião da próxima semana quanto para a seguinte, em julho.

A secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, disse separadamente nesta quarta-feira que a atual taxa de inflação anual de 8% é "inaceitável" para os Estados Unidos e que 2% é uma "meta apropriada".

(Reportagem de Rodrigo Campos)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos