Mercado fechará em 1 h 1 min
  • BOVESPA

    108.759,31
    +929,59 (+0,86%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.643,00
    -692,51 (-1,30%)
     
  • PETROLEO CRU

    77,92
    +0,78 (+1,01%)
     
  • OURO

    1.887,00
    +2,20 (+0,12%)
     
  • BTC-USD

    22.967,87
    -313,58 (-1,35%)
     
  • CMC Crypto 200

    529,35
    -7,55 (-1,41%)
     
  • S&P500

    4.129,45
    -34,55 (-0,83%)
     
  • DOW JONES

    34.038,21
    -118,48 (-0,35%)
     
  • FTSE

    7.885,17
    +20,46 (+0,26%)
     
  • HANG SENG

    21.283,52
    -15,18 (-0,07%)
     
  • NIKKEI

    27.606,46
    -79,01 (-0,29%)
     
  • NASDAQ

    12.573,50
    -203,25 (-1,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5986
    +0,0215 (+0,39%)
     

Gopinath, do FMI, adverte que inflação dos EUA ainda não "dobrou a esquina" --FT

(Reuters) - A inflação nos Estados Unidos ainda não "dobrou a esquina" e é muito cedo para o Federal Reserve declarar vitória na batalha contra o aumento dos preços, disse uma autoridade do Fundo Monetário Internacional (FMI) em entrevista ao Financial Times nesta quinta-feira.

Gita Gopinath, primeira vice-diretora-gerente do FMI, pediu ao banco central norte-americano que continue com as altas de juros este ano.

Ela disse que é importante para o Fed "manter a política monetária restritiva" até que um "declínio muito definitivo e duradouro da inflação" fosse evidente nos salários e nas indústrias não relacionadas a alimentos ou energia.

"Se você observar os indicadores do mercado de trabalho e se observar componentes muito rígidos da inflação, como a inflação de serviços, acho que está claro que ainda não superamos a inflação", disse ela ao jornal.

As declarações seguem dados de quarta-feira que mostraram que o número de vagas em aberto, analisadas como uma referência para a escassez no mercado de trabalho e a pressão sobre os empregadores para distribuir aumentos salariais acima do normal, caiu apenas de forma moderada em novembro nos Estados Unidos.

A ata da reunião de política monetária do Fed de 13 a 14 de dezembro, divulgada na quarta-feira, mostrou que as autoridades concordaram que o banco central agora precisa equilibrar sua luta contra as pressões sobre preços com os riscos de desacelerar demais a economia.

(Reportagem de Akriti Sharma em Bengaluru)