Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.953,90
    +411,95 (+0,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.743,15
    +218,70 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    108,46
    +2,70 (+2,55%)
     
  • OURO

    1.812,90
    +5,60 (+0,31%)
     
  • BTC-USD

    19.052,73
    -251,03 (-1,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    420,84
    +0,70 (+0,17%)
     
  • S&P500

    3.825,33
    +39,95 (+1,06%)
     
  • DOW JONES

    31.097,26
    +321,83 (+1,05%)
     
  • FTSE

    7.168,65
    -0,63 (-0,01%)
     
  • HANG SENG

    21.859,79
    -137,10 (-0,62%)
     
  • NIKKEI

    25.935,62
    -457,42 (-1,73%)
     
  • NASDAQ

    11.610,50
    +81,00 (+0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5587
    +0,0531 (+0,96%)
     

Google volta atrás, e Android 13 vai suportar vários sistemas de arquivos

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O Google fez um ajuste no sistema de arquivos do Android 13 para torná-lo mais flexível com outros formatos além do EROFS. Na semana passada, alguns trechos do código do software indicavam que os próximos celulares precisariam utilizar apenas esse padrão para reduzir o espaço ocupado e otimizar o armazenamento perdido.

Os novos achados indicam um sistema de arquivos compatível também com o EXT4 e o F2FS (Flash-Friendly File System). O primeiro é utilizado atualmente pelo Android, enquanto o segundo é um sistema de arquivos para dispositivos baseados em memória flash, inicialmente desenvolvido pela Samsung Electronics para o núcleo Linux.

O EROFS é o formato padrão usado pela Huawei em seus telefones e poderia se tornar o padrão para aprimorar partições "somente leitura" que precisam acessar os serviços do Google e da Play Store. No entanto, uma atualização da gigante das buscas mostrou que ele continuará apenas como uma das opções permitidas e não como a única.

Android 13 terá outros sistemas de arquivos

Mishaal Rahman, especialista que havia localizado o formato EROFS, disse que esperou meses para relatar seu achado porque não tinha certeza se o modelo seria, de fato, implementado. Mas ele diz que acabou esquecendo de uma evidência importante: o patch que implementa o teste VTS agora está extinto.

Logo, o Google planejava o uso do formato há meses somente para usá-lo de modo temporário, antes que o VTS fosse concluído. Não está claro porque o requisito foi alterado no meio do caminho, mas o relaxamento mostra que os desenvolvedores ainda não estão prontos para migrar.

A única maneira de realmente saber com certeza é esperar até que o VSR-T (Vendor Software Requirements for Android 13), ou seja, os requisitos de software para rodar o Android 13, liberado para os fabricantes de aparelho, seja finalizado. Por enquanto, será necessário tratar o sistema de armazenamento do Android como de costume.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos