Mercado fechará em 3 h 47 min
  • BOVESPA

    100.758,14
    +2.039,16 (+2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.769,95
    +47,66 (+0,10%)
     
  • PETROLEO CRU

    104,08
    +5,55 (+5,63%)
     
  • OURO

    1.738,60
    +2,10 (+0,12%)
     
  • BTC-USD

    20.901,28
    +759,63 (+3,77%)
     
  • CMC Crypto 200

    455,89
    +11,57 (+2,60%)
     
  • S&P500

    3.890,81
    +45,73 (+1,19%)
     
  • DOW JONES

    31.306,95
    +269,27 (+0,87%)
     
  • FTSE

    7.189,08
    +81,31 (+1,14%)
     
  • HANG SENG

    21.643,58
    +56,92 (+0,26%)
     
  • NIKKEI

    26.490,53
    +382,88 (+1,47%)
     
  • NASDAQ

    12.086,75
    +206,50 (+1,74%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4380
    -0,0911 (-1,65%)
     

Google só volta ao escritório em setembro de 2021 – e com modelo flexível

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Sundar Pichai, CEO do Google. (Foto: JOSH EDELSON/AFP via Getty Images)
Sundar Pichai, CEO do Google. (Foto: JOSH EDELSON/AFP via Getty Images)

O CEO do Google, o indiano Sundar Pichai, anunciou em um e-mail enviado a funcionários neste domingo que a empresa vai ampliar seu afastamento do escritório em três meses.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Agora, os funcionários da empresa, que detém um monopólio sobre serviços de internet de busca, voltam apenas em setembro de 2021.

Leia também:

Antes, o plano era voltar em junho, mas a empresa decidiu aproveitar as restrições provocadas pela pandemia do novo coronavírus para testar um modelo mais flexível de trabalho.

As informações são do jornal New York Times, que obteve acesso ao comunicado enviado por Pichai aos seus funcionários.

O plano é que, a partir de setembro, os trabalhadores do Google tenham uma “semana flexível” com a possibilidade de trabalhar de casa dois dias, com três dias no escritório para “dias de colaboração”.

“Estamos testando uma hipótese de que um modelo de trabalho flexível vai levar a maior produtividade, colaboração e bem-estar” disse Pichai, que destacou que o Google é pioneiro, entre as empresas de seu tamanho, a testar esse tipo de modelo.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos