Mercado abrirá em 5 h 45 min
  • BOVESPA

    110.909,61
    +2.127,46 (+1,96%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.174,06
    -907,27 (-1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,63
    +0,43 (+0,55%)
     
  • OURO

    1.766,30
    +2,60 (+0,15%)
     
  • BTC-USD

    16.859,47
    +375,02 (+2,27%)
     
  • CMC Crypto 200

    400,58
    +11,85 (+3,05%)
     
  • S&P500

    3.957,63
    -6,31 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    33.852,53
    +3,07 (+0,01%)
     
  • FTSE

    7.512,00
    +37,98 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    18.235,70
    +31,02 (+0,17%)
     
  • NIKKEI

    27.970,14
    -57,70 (-0,21%)
     
  • NASDAQ

    11.533,00
    +8,25 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4671
    +0,0105 (+0,19%)
     

'Google russo' quer cortar relações com o país

Notícia de saída da Yandex da Rússia pode ser um grande abalado para Vladimir Putin (Vladimir Smirnov, Sputnik, Kremlin Pool Photo via AP)
Notícia de saída da Yandex da Rússia pode ser um grande abalado para Vladimir Putin (Vladimir Smirnov, Sputnik, Kremlin Pool Photo via AP)
  • Yandex é conhecida como o Google da Rússia;

  • Controladora quer fugir das sanções ocidentais impostas após invasão da Ucrânia;

  • Kremlin tem que aceitar a transferência de tecnologia russa para fora do país.

A Yandex, maior empresa de tecnologia russa, está prestes a sair do país devido à invasão do país à Ucrânia. Considerada o Google da Rússia, a saída da companhia pode representar um grande golpe à Putin, cujo governo se esforçou para criar alternativas nacionais aos gigantes tecnológicos americanos.

A Yandex é a segunda maior empresa de internet do país, atuando tanto no ramo de buscadores, assim como o Google, e em aplicativos de corridas, como o Uber. No entanto, sua controladora Yandex N. V., tem sede na Holanda, e acredita que suas ligações com a nação russa podem ser más para os negócios, afirmou o New York Times.

Desde que foi iniciada a guerra na Ucrânia, nações ocidentais impuseram sanções à Rússia, que embarcam desde produtos agrícolas até artigos tecnológicos. Por exemplo, os Estados Unidos e outros 37 países restringiram o acesso da Rússia a semicondutores e equipamentos de telecomunicações. Isto piorou a capacidade das empresas russas de tecnologia de crescer e se desenvolver.

Uma reportagem da Al Jazeera apontou que as sanções fizeram com que muitos trabalhadores de TI do país migraram para fora do país em busca de novas oportunidades. O próprio presidente da Rússia, Vladimir Putin, admitiu que o setor de tecnologia irá passar por "dificuldades colossais", resultantes dos boicotes ocidentais.

Em um plano de reestruturação, a Yandex deve transferir seus negócios e tecnologias mais promissoras, como carros autônomos, aprendizado de máquina e serviços de computação em nuvem, para fora do país. A ideia da empresa é conseguir acessar os mercados ocidentais em busca de tecnologia e trabalhadores.

No entanto, a decisão não cabe somente à Yandex e a sua empresa mãe. Para fazer a transferência de licenças de tecnologia registradas na Rússia é necessário obter aprovação do Kremlin. Além disso, os acionistas da empresa também precisam aprovar o plano de reestruturação.