Mercado fechado

Google revela plano para proteger usuários de downloads perigosos no Chrome

Rubens Eishima

Após ajudar a popularizar as conexões seguras pela Web, o Google anunciou novos passos para proteger os usuários do navegador Chrome ao baixar arquivos. Segundo a empresa, a partir de abril deste ano, downloads de arquivos hospedados em domínios inseguros exibirão alertas de segurança na tela, mesmo quando o download é iniciado de um site com hospedagem segura.

A medida é parte das iniciativas do Google para reduzir o uso de domínios sem criptografia (HTTP) e incentivar os domínios seguros (HTTPS), que inclui priorizar sites HTTPS nos resultados de busca, sinalizar sites HTTP como não seguros, e bloquear mídias que não usam hospedagem segura em sites HTTPS.

As alterações serão implementadas nas versões do navegador para Windows, macOS e Linux, seguindo um cronograma de mudanças graduais, que devem terminar em outubro de 2020. Para as versões Android e iOS, as alterações chegam uma versão depois da implementação nos desktops.

Mudança será gradual e termina em outubro (Crédito: Google)

Chrome 81 (março de 2020):

  • Aplicativo registra uma mensagem no console

Chrome 82 (abril de 2020):

  • Alerta sobre downloads inseguros de arquivos executáveis

Chrome 83 (junho de 2020):

  • Bloqueia downloads de executáveis
  • Alerta sobre arquivos comprimidos e imagens de disco

Chrome 84 (agosto de 2020):

  • Bloqueia download de executáveis, arquivos comprimidos e imagens de disco
  • Alerta sobre todos os outros downloads exceto imagens, áudios, vídeos e textos

Chrome 85 (setembro de 2020):

  • Alerta sobre downloads de imagens, áudios, vídeos e textos
  • Bloqueia todos os outros downloads inseguros

Chrome 86 (outubro de 2020):

  • Bloqueia todos os downloads inseguros

O Google anunciou que pretende restringir todos os downloads inseguros no Chrome, mas não deu uma previsão de quando isso irá acontecer. Informou ainda que empresas e instituições de ensino terão a opção de liberar todos os endereços de downloads com uma configuração na política de uso.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: