Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    35.583,29
    -2.006,25 (-5,34%)
     
  • CMC Crypto 200

    884,27
    -55,68 (-5,92%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Google Reader faz seu retorno como uma extensão do Chrome

·2 minuto de leitura
Google Reader faz seu retorno como uma extensão do Chrome
Google Reader faz seu retorno como uma extensão do Chrome

O Google Reader foi provavelmente o mais popular leitor de RSS do seu tempo, e ele agora está ensaiando um retorno como uma extensão do navegador Google Chrome, de acordo com informações do blog do projeto Chromium, o canal de comunicação do motor de funcionamento (engine) do browser.

Por enquanto, o time por trás da ideia vem se referindo a ela como um “experimento” a ser executado nas próximas semanas, contemplando a exibição de um botão “Seguir” similar ao do antigo Google Reader nas versões “Canary” do Chrome e smartphones Android.

Leia também

Imagem mostra a logomarca do Google Reader, que pode voltar à vida como extensão do Chrome
O Google Reader foi possivelmente o maior leitor de RSS da internet, até ser encerrado pelo Google em 2013. Um projeto, porém, ensaia seu retorno como extensão do Chrome. Imagem: Google/Divulgação

Para os não iniciados, o Chrome Canary é, basicamente, um passo final para que recursos novos ainda em teste tenham seus bugs corrigidos antes de serem lançados em definitivo na versão estável – ou “aquela que você baixa e usa no dia a dia”. Pense no Canary como um navegador para desenvolvedores.

Originalmente, o Google Reader foi desligado pelo Google em meados de 2013, depois de anos de popularidade servindo conteúdo agregado de vários sites escolhidos pelo usuário. O modelo RSS precede a explosão das redes sociais como promotoras de conteúdo e traz um processo mais simples: você acompanha uma série de sites normalmente, e decide reunir as principais manchetes de todos eles em um só lugar. O Reader fazia isso.

Neste novo projeto, ainda não se sabe se há planos do Google Reader aparecer em versões estáveis do Chrome, ou mesmo se haverá alguma integração entre a função no desktop e em smartphones Android (onde o Chrome é o navegador padrão). Como o projeto ainda vai executar seus primeiros testes, um período especulado de lançamento também não foi divulgado neste momento.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos