Mercado abrirá em 22 mins
  • BOVESPA

    108.976,70
    -2.854,30 (-2,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,36 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,04
    -2,24 (-2,94%)
     
  • OURO

    1.761,30
    +7,30 (+0,42%)
     
  • BTC-USD

    16.211,91
    -338,03 (-2,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    379,88
    -2,77 (-0,73%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,93 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.463,89
    -22,78 (-0,30%)
     
  • HANG SENG

    17.297,94
    -275,64 (-1,57%)
     
  • NIKKEI

    28.162,83
    -120,20 (-0,42%)
     
  • NASDAQ

    11.685,50
    -97,25 (-0,83%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6812
    +0,0568 (+1,01%)
     

Google Pixel levaria 60 anos para alcançar vendas da Samsung de um ano

Google Pixel 7 foi apresentado nesta quinta-feira durante a edição 2022 do Made by Google, evento anual da empresa (REUTERS/Roselle Chen)
Google Pixel 7 foi apresentado nesta quinta-feira durante a edição 2022 do Made by Google, evento anual da empresa (REUTERS/Roselle Chen)
  • Google Pixel levaria 60 anos para alcançar marcas de venda da Samsung em um ano;

  • Desde 2016, smartphone do Google teve apenas 27,6 milhões de unidades vendidas;

  • Google anunciou nesta quinta-feira o Pixel 7 durante a edição 2022 do Made by Google, evento anual da empresa.

A edição mais recente da pesquisa IDC Survey, divulgada na última terça-feira (4), apontou que seriam necessários 60 anos para o Google vender do seu smartphone Pixel, o mesmo que a Samsung vende de aparelhos em um ano.

Para chegar a essa conclusão, o editor de tecnologia da Bloomberg, Vlad Savov analisou o levantamento, realizado pela empresa de consultoria e inteligência de mercado International Data Corporation, e verificou que foram vendidos somente 27,6 milhões de unidades do Google Pixel desde 2016, quando a linha foi lançada. Esse número equivale a 1/10 do que a Samsung vendeu de smartphones somente em 2021.

Embora os números de venda sejam tímidos, o Google anunciou nesta quinta-feira o Pixel 7 durante a edição 2022 do Made by Google, evento anual da empresa.

A novidade conta um processador Google Tensor G2 de segunda geração que, aliado a sistemas de inteligência artificial e aprendizado de máquina, traz funções interessantes, como fotos mais nítidas, menos ruído nas ligações e traduções em tempo real.

A versão Pro traz três câmeras traseiras (50 MP, 40 MP tele e 12 MP grande angular) e o Pixel 7, vem com duas (50 MP e 12 MP). De acordo com a empresa, o dispositivo produz fotos com bastante qualidade por causa do processamento que melhora os pixels mesmo no máximo de aproximação.

Já o "Photo Unblur" faz um espécie de "des-desfoque", que deixa a imagem muito mais nítidas, trabalhando em fotos que são tiradas borradas ou tremidas, mesmo as mais antigas.

A criação do Google ainda está em fase final de desenvolvimento e deve ser lançada apenas no ano que vem, por isso, não foram divulgados valores ou mais funcionalidades do novo produto da marca.