Mercado abrirá em 5 h 35 min
  • BOVESPA

    129.513,62
    +1.085,64 (+0,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.558,32
    +387,54 (+0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,40
    +0,10 (+0,14%)
     
  • OURO

    1.780,40
    +3,70 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    34.086,68
    +1.017,29 (+3,08%)
     
  • CMC Crypto 200

    818,09
    +31,47 (+4,00%)
     
  • S&P500

    4.266,49
    +24,65 (+0,58%)
     
  • DOW JONES

    34.196,82
    +322,58 (+0,95%)
     
  • FTSE

    7.134,94
    +24,97 (+0,35%)
     
  • HANG SENG

    29.281,53
    +399,07 (+1,38%)
     
  • NIKKEI

    29.066,18
    +190,95 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    14.356,00
    +1,75 (+0,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,8696
    +0,0073 (+0,12%)
     

Google mudará práticas globais de anúncios após acordo antitruste histórico

·2 minuto de leitura

Por Mathieu Rosemain

PARIS (Reuters) - O Google anunciou que fará alterações em seu negócio global de anúncios para que este não abuse de seu predomínio, curvando-se a uma pressão antitruste pela primeira vez graças a um acordo histórico com as autoridades francesas.

O acordo com a agência reguladora de concorrência da França pode ajudar a reequilibrar o poder em relação aos anúncios em favor dos publishers, que dominavam o negócio na era pré-internet, mas perderam o controle com a ascensão rápida do Google e do Facebook.

O pacto, que foi anunciado nesta segunda-feira e também impôs uma multa de 220 milhões de euros ao Google, é a primeira vez em que o gigante tecnológico norte-americano concorda em fazer mudanças em seu negócio de anúncios enorme, que representa o grosso de seus rendimentos.

"A decisão de punir o Google é particularmente significativa porque é a primeira decisão do mundo voltada aos processos complexos de algoritmo de leilão dos quais o negócio de anúncios online depende", disse a chefe antitruste da França, Isabelle de Silva.

A agência reguladora descobriu que a Google Ad Manager, plataforma de gerenciamento de anúncios do Google para grandes publishers, favorecia o Google AdX, mercado de anúncios online da própria empresa onde os editores vendem espaço a anunciantes em tempo real.

O Ad Manager proporcionava dados estratégicos ao AdX, como os preços de lances vencedores, e o AdX também desfrutava de acesso privilegiado a pedidos feitos por anunciantes através dos serviços de anúncios do Google, disse a agência.

Por sua vez, o AdX compartilhava dados mais facilmente com o Ad Manager do que com outras plataformas de gerenciamento de anúncios, acrescentou a entidade. Tais plataformas são cruciais para editores gerenciarem e venderem espaço de anúncios.

Conforme os termos do acordo, o Google se comprometeu a melhorar a maneira como os serviços do Ad Manager trabalham com servidores de anúncios e plataformas de venda de espaço de anúncios rivais, disse a agência reguladora francesa. Algumas mudanças serão implementadas até o primeiro trimestre de 2022, informou esta, acrescentando que o Google não apelará da decisão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos