Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.371,48
    -690,52 (-0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.092,31
    +224,69 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,72
    +0,29 (+0,47%)
     
  • OURO

    1.787,90
    +5,90 (+0,33%)
     
  • BTC-USD

    50.727,39
    -3.254,60 (-6,03%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.158,47
    -84,59 (-6,80%)
     
  • S&P500

    4.134,98
    -38,44 (-0,92%)
     
  • DOW JONES

    33.815,90
    -321,41 (-0,94%)
     
  • FTSE

    6.938,24
    +42,95 (+0,62%)
     
  • HANG SENG

    28.798,95
    +43,61 (+0,15%)
     
  • NIKKEI

    28.969,46
    -218,71 (-0,75%)
     
  • NASDAQ

    13.769,25
    +19,00 (+0,14%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5469
    +0,0053 (+0,08%)
     

Google Meet estende chamadas gratuitas e sem limitação até junho de 2021

Alveni Lisboa
·2 minuto de leitura

O Google anunciou que vai prorrogar a isenção de pagamento para realização de chamadas mais longas no Google Meet até junho de 2021. A ideia original era restringir o uso da ferramenta para reuniões de até 60 minutos, mas a empresa desistiu dessa imposição para ajudar as pessoas durante o isolamento social.

Em março do ano passado, o Google disse que os recursos premium do Hangouts, que depois virou o Meet, seriam gratuitos para todos os clientes do G Suite durante a pandemia da COVID-19. Dentre as vantagens estão a realização de reuniões com até 250 pessoas, streaming de vídeo e salvamento de gravações de chamadas no Drive.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Quando o Meet tornou-se gratuito para usuários domésticos e foi integrado ao Gmail, a Gigante das Buscas afirmou que não iria impor a limitação até 30 de setembro, prazo que agora foi estendido. Além das funcionalidades já citadas, também será possível usar recursos como o desfoque de fundo, o layout mosaico com até 50 pessoas na tela simultaneamente, a transmissão de conferências pelo Chromecast e a integração com o cliente de e-mails na web e nos apps oficiais.

Meets continua com recursos ilimitados

Com esse anúncio, não haverá interrupção na forma como os consumidores fazem videochamadas com os produtos do Google. A prorrogação também atende aos anseios de professores e alunos de países como os Estados Unidos, que encerram as aulas na metade do ano para aproveitar as férias de verão.

(Imagem: Divulgação/Google)
(Imagem: Divulgação/Google)

O início da pandemia da COVID-19 obrigou o Google a aprimorar rapidamente seu software de realização de videoconferências para suportar as demandas, em especial do ambiente corporativo. Na época, a empresa anunciou que o Google Meet seria gratuito para contas pessoais do Gmail, inclusive para reuniões com maior duração. Foi a forma que a empresa encontrou de contribuir para aproximar pessoas em um momento tão delicado.

É ou não é uma excelente notícia para os usuários do Meet? Gosta do aplicativo de videoconferências do Google? Compartilhe sua experiência no campo de comentários.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: