Mercado fechado

Google Meet apresenta novo arsenal de novidades para combater o Zoom

Rubens Eishima

Alternativa do Google ao popular serviço de videoconferência Zoom, o Meet ganhará até o final do ano recursos já oferecidos pelo rival como fundos personalizados, exibição de até 49 participantes, opção para levantar a mão e controles avançados para moderação. Mas tudo isso apenas no serviço oferecido a escolas.

O primeiro recurso anunciado deve ser bem recebido por professores e moderadores de aulas virtuais. Participantes que não foram aceitos ou foram removidos de videochamadas não poderão solicitar acesso novamente. O Google prometeu ainda que a notificação de pedidos para acessar a uma aula virtual será menos intrusiva.

Outra mudança é que os moderadores poderão forçar o fim da chamada, desconectando todos os alunos junto com o professor. Participantes anônimos também passarão a ser bloqueados por padrão, com a opção de liberação do acesso nas configurações da sala.

Mais controles prometidos para moderadores incluem a opção de silenciar todos os participantes, desativação do recurso de bate-papo e uma configuração para aguardar a entrada de um moderador antes da chamada começar.

Meet permitirá esconder a bagunça do quarto (imagem: Google)

Fundo personalizado

O Google Meet permitirá também esconder fundos indesejados nas chamadas dos participantes. A opção será borrar o fundo ou substituí-lo com imagens selecionadas pelo Google ou fotos personalizadas. O Google permitirá ainda que os administradores da conta desativem o upload de imagens.

Participantes poderão pedir a atenção do moderador/professor (imagem: Google) 

Quadro de aula, legendas e mais

Similar ao recurso já oferecido pelo Zoom, a opção de “levantar a mão” será incluída no Google Meet. A ferramenta serve para chamar a atenção do professor sem precisar interromper uma explicação.

Assim como outro concorrente, o Microsoft Teams, o Meet terá ainda uma visualização em grade para 49 participantes simultâneos. Por fim, contas gratuitas e pagas terão acesso a um recurso de lousa, com integração do serviço Jamboard e a opção de legenda para as chamadas.

Serviço de quadro online Jamboard será integrado ao Meet (imagem: Google)

A assinatura G Suite Enterprise para escolas vai incluir ainda opções para registro de participação, divisão de salas (já oferecido no Zoom, com o nome de “breakout rooms”), enquetes e recursos para montar seções de perguntas e respostas.

Uso em ascensão

O Google informou que o Meet foi usado por mais de 140 milhões de pessoas para aulas online. O tempo de aula somado equivaleria a 1.300 anos, segundo a empresa.


Fonte: Canaltech