Mercado fechará em 4 h 43 min
  • BOVESPA

    109.564,75
    +450,59 (+0,41%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.243,29
    +434,73 (+0,97%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,04
    +2,33 (+3,04%)
     
  • OURO

    1.644,00
    +10,60 (+0,65%)
     
  • BTC-USD

    20.217,25
    +1.114,69 (+5,84%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,20
    +3,07 (+0,67%)
     
  • S&P500

    3.685,22
    +30,18 (+0,83%)
     
  • DOW JONES

    29.449,32
    +188,51 (+0,64%)
     
  • FTSE

    7.034,39
    +13,44 (+0,19%)
     
  • HANG SENG

    17.860,31
    +5,17 (+0,03%)
     
  • NIKKEI

    26.571,87
    +140,32 (+0,53%)
     
  • NASDAQ

    11.459,75
    +143,50 (+1,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1435
    -0,0359 (-0,69%)
     

Google Maps pode mostrar a rota mais eficiente com base no seu motor

O Google Maps agora é capaz de mostrar a rota mais eficiente de acordo com o tipo de motor. O app de geolocalização calcula o melhor trajeto para carros à combustão, híbridos ou 100% alimentados por energia elétrica.

A função, que pode ser desabilitada no menu de configurações do app, ajuda o usuário a tomar o caminho mais econômico, ao mesmo tempo que reduz emissões de carbono. Além de ditar o trajeto, o aplicativo também estima a porcentagem de combustível que será poupada ao adotá-lo.

A rota mais eficiente levará em conta o motor do veículo (Imagem: Reprodução/Google)
A rota mais eficiente levará em conta o motor do veículo (Imagem: Reprodução/Google)

Essa ferramenta, porém, não é uma grande novidade: ela apareceu pela primeira vez meses atrás, primeiro para usuários dos Estados Unidos, Canadá e Alemanha. Dessa vez, a funcionalidade é expandida para mais de 40 países espalhados pela Europa — Brasil, portanto, segue de fora.

Eficiência com base em motor

Para refinar ainda mais a escolha de rotas mais baratas, o usuário também pode escolher o tipo de motor do veículo. O aplicativo tende a mostrar o melhor caminho conforme as características de consumo de cada tecnologia, como rotas mais rápidas para veículos a diesel e caminhos com mais paradas para veículos híbridos ou elétricos.

“Desde o lançamento nos Estados Unidos e Canadá, estima-se que o Google Maps já tenha ajudado a remover mais de meio milhão de toneladas métricas de emissões de carbono — o equivalente a tirar 100 mil carros movidos a combustíveis das ruas”, ressaltou o Google.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: