Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.906,58
    -1.983,82 (-4,42%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Google Maps deve ganhar recurso que facilita planejamento financeiro de viagens

·1 minuto de leitura

Em breve, o Google Maps pode ser capaz de mostrar o valor de pedágios presentes em uma rota escolhida por você. A plataforma de mapas da gigante atualmente exibe que há cobranças no caminho, mas ainda não consegue precisar quanto o usuário terá que desembolsar para passar entre as concessões.

A informação partiu de um membro do programa de acesso antecipado da ferramenta do Google, que respondeu a um questionário cujo foco era consultar usuários sobre a melhor forma de implementar a identificação e exibição de valores de pedágios.

Hoje, o Google Maps consegue indicar onde são os pontos de cobrança em uma rodovia, mas sem dar detalhes sobre o preço da passagem (Captura: Igor Almenara/Canaltech)
Hoje, o Google Maps consegue indicar onde são os pontos de cobrança em uma rodovia, mas sem dar detalhes sobre o preço da passagem (Captura: Igor Almenara/Canaltech)

De acordo com o formulário, o Google Maps conseguiria exibir preços de pedágios individualmente, mas também o total da viagem, antes de o percurso ser selecionado. Assim, o usuário poderia escolher rotas de forma mais inteligente, evitando cobranças desnecessárias, ou saberia exatamente o que ter na carteira para passar chegar ao destino.

Por enquanto, nem mesmo usuários do programa de testes têm acesso às novidades na exibição de pedágios, então a função está em estágio bem preliminar. Na prática, a função ficará bem parecida com o que há no Waze (serviço que pertence ao Google desde 2013).

Não existe nenhuma previsão da chegada da função para o público geral, então resta apenas aguardar por enquanto. É bem provável que o Google anuncie o lançamento da ferramenta quando ela for liberada e, já que depende de informações locais, a implementação pode ser gradativa.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos