Mercado abrirá em 2 horas 1 minuto

Google libera primeira atualização para o Pixel 4

Felipe Junqueira

Todo lançamento de smartphone é a mesma coisa: em pouco tempo, pipocam na internet relatos de bugs ou funcionalidades que não estão 100%. O Google Pixel nunca foi uma exceção, e um dos maiores problemas é a instabilidade na taxa de atualização da tela, o que interfere na suavidade das animações do sistema.

Apesar de ter uma tela com taxa de 90 Hz, o Pixel 4 saiu de fábrica com um problema que reduz essa taxa para 60 Hz sempre que o brilho fica abaixo de 75%. O Google explicou que era pra ser assim mesmo: com o brilho alto, taxa de atualização maior; brilho mais baixo, menor taxa de atualização.

“Projetamos o Smooth Display para que os usuários pudessem usufruir dos benefícios de 90 hz para melhorar as interações da interface do usuário e o consumo de conteúdo, além de preservar a bateria quando taxas mais altas de atualização não são críticas, diminuindo para 60 hz”, disse um representante ao site The Verge.

“Algumas dessas situações incluem: quando o usuário ativa o economizador de bateria, certos conteúdos, como vídeos (geralmente gravados a 24 ou 30fps), e até várias condições de brilho ou ambiente”, explicou, prometendo, no entanto, uma atualização para permitir que a taxa de atualização a 90 Hz seja utilizada em mais condições de brilho.

O pacote de novembro de 2019 chegou para toda a família, incluindo seis patches diferentes, e a ampliação do uso dos 90 Hz é um deles. E, assim como algumas melhorias de câmera, é uma das atualizações exclusivas da linha Pixel 4.

Há ainda algumas melhorias em áudio para outros dispositivos Made by Google, enquanto o suporte a controle Bluetooth do Xbox foi adicionado para todos desde o Pixel 2.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: